Audi anuncia retomada da produção na fábrica de São José

14/12/2021


Serão produzidos dois modelos, o Audi Q3 e Audi Q3 Sportback



A Audi vai retomar a linha de montagem em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, com a produção dos modelos Audi Q3 e Audi Q3 Sportback a partir de 2022. O governador Carlos Massa Ratinho Junior acompanhou o anúncio, feito nesta terça-feira (14) em São Paulo, pelo CEO e presidente da Audi do Brasil, Johannes Roscheck. Na ocasião, foi apresentado o modelo pré-série do Q3 Sportback, já montado no Paraná.


O governador afirmou que a volta da produção da Audi no Paraná representa mais um passo no momento de retomada da economia do Estado após os impactos da pandemia de Covid-19, com a conquista de bons índices de crescimento industrial e na geração de empregos. Entre janeiro e outubro, lembrou ele, cerca de 176 mil vagas formais foram abertas no Estado.


“A Audi tem uma presença importante em um nicho de mercado, o que ajuda a consolidar o Paraná como um dos importantes polos automotivos do Brasil e do mundo, com a presença de grandes indústrias do setor”, afirmou Ratinho Junior. “Estamos trabalhando há bastante tempo para a retomada da produção da montadora, dentro de uma estratégia de atração de investimentos para ampliar nosso parque industrial e gerar mais empregos no Estado”.


Ratinho Junior também destacou o anúncio feito nesta semana de ampliação dos investimentos da DAF, que fará da fábrica em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, uma unidade de exportação de caminhões, atendendo não apenas o mercado interno, mas também o internacional. “O aumento da produção automotiva reflete não apenas nos empregos diretos dessas montadoras, mas também em outras indústrias da cadeia”, ressaltou.


NOVOS VEÍCULOS – Única fábrica da multinacional na América do Sul, a Audi tinha paralisado a produção em São José dos Pinhais em dezembro de 2020, para adequar a linha de montagem para os novos veículos. A produção deve iniciar em meados do ano que vem. “Mesmo em um momento desafiador, a empresa sempre trabalhou para viabilizar a fabricação nacional por acreditar no potencial do País e na credibilidade que a marca ganha na visão dos nossos clientes”, salientou Roscheck.


A montadora está negociando com o governo federal a liberação de créditos de IPI do programa Inovar-Auto, com a possibilidade de usar os recursos para aumentar o volume de produção. “Estamos em um processo positivo de negociação com o governo federal. O maior desafio é com relação ao instrumento legal para essa negociação, mas o governador Ratinho Junior tem nos auxiliado no diálogo junto ao Ministério da Economia. A perspectiva é que essa questão seja resolvida nos próximos meses”, explicou Antônio Calcagnoto, diretor de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Audi do Brasil.


LINHA – A produção do Audi Q3 com motor 2.0 em suas duas carrocerias, ambos com a tecnologia de tração quattro – utilizada pela primeira vez pela Audi na fabricação nacional – será feita em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019. O método adotado nesta fase será o SKD ou Semi Knocked-Down, em que o veículo desembarca no País parcialmente desmontado.


Os modelos serão inicialmente fabricados em Györ, na Hungria, e chegarão ao Porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças para a montagem final em São José dos Pinhais. As etapas de produção concluídas no Brasil contemplam a união da carroceria com motor, transmissão e eixos, conexão do sistema de escapamento, montagem das rodas e inclusão da bateria e líquidos de arrefecimento.


ELÉTRICOS – A Audi do Brasil anunciou também investimento de R$ 20 milhões para ampliar a rede de recarga ultrarrápida de veículos elétricos no País. Em 2022, a empresa instalará estações DC de 150 kW em quase todas as concessionárias da marca no Brasil. Nesses carregadores, o 100% elétrico Audi e-tron pode recarregar a bateria de 0% a 80% em menos de 25 minutos.

Últimas Notícias