Apoiadores de Bolsonaro fazem ato a favor do voto impresso no Rio

01/08/2021


Movimento pede contagem “auditável e pública” dos votos



Um protesto a favor do voto impresso acontece neste momento na Avenida Atlântica, em Copacabana, ocupando uma extensão de cinco quarteirões do bairro. Organizado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em diversas cidades do País, o movimento pede contagem “auditável e pública” dos votos nas próximas eleições.


A concentração teve início por volta das 10h, na altura do Posto 5. No local, cinco carros de som foram posicionados em uma das vias da Atlântica, mais próxima ao calçadão, que costuma ser fechada aos domingos para atividades de lazer. Os veículos fraqueiam espaço para discursos de apoiadores de Bolsonaro.


Usando camisas amarelas da Seleção e carregando bandeiras do Brasil, em grande quantidade sem máscara, os manifestantes exibem cartazes a favor do voto impresso e contra o Supremo Tribunal Federal (STF). Camisetas eram vendidas no local com o rosto de Bolsonaro e pedidos de voto impresso. Um grande boneco do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vestido de presidiário, foi inflado o no local. Há muita aglomeração no protesto.


Na última quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro defendeu a utilização do voto impresso nas próximas eleições. Durante transmissão pelas redes sociais, Bolsonaro exibiu vídeos antigos de eleitores que foram às urnas em eleições anteriores e que supostamente identificaram indícios de fraudes na urna eletrônica.


“Voto impresso auditável e contagem pública dos votos é um instrumento de cidadania e paz social, garantia de paz e prosperidade, de harmonia entre os Poderes”, disse Bolsonaro, que aproveitou a transmissão para convocar apoiadores para a manifestação e para cobrar a aprovação da chamada PEC do voto impresso.


Na sexta-feira (30), porém, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que a discussão em torno da PEC do voto impresso é uma “perda de tempo”. No mesmo dia, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rebateu acusações de Bolsonaro sobre fraudes no sistema eleitoral.

Últimas Notícias