banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

João Arruda diz que "Prefeitura deve construir casas, não derrubá-las"

Candidato do MDB fez live com família que teve casa demolida


Em 'live' nas redes sociais na quinta-feira, candidato João Arruda (MDB) transmitiu do CIC a história de Clerickson e sua família, que tiveram a sua casa derrubada pela prefeitura no dia 11 de setembro, em plena pandemia do coronavírus. Para especialistas, a ação da Cohab, quatro viaturas da GM, uma patrola e uma retroescavadeira, é completamente ilegal. “Eles chegaram sem nenhum mandado e dizendo que iam derrubar a casa. Quando eu cheguei, estava tudo no chão. Eu fiquei sem chão, sem nada” disse Clerickson.


Clerickson perdeu o emprego e por conta da pandemia, voltou a morar com a irmã no terreno onde a família reside há 30 anos. Mesmo durante a crise provocada pela covid-19, ele conseguiu juntar dinheiro através de três trabalhos informais (pizzaria, barbeiro e uber) e sua irmã sugeriu construir sua própria casa nos fundos.


"O Clerickson é um exemplo do povo que está lutando nesses tempos de pandemia, de desemprego, e do abandono da prefeitura", lamentou João Arruda que anunciou que vai organizar uma vaquinha virtual para ajudar na reconstrução.


A demolição da casa pela prefeitura foi realizada quando Clerickson estava trabalhando e ocorreu de forma violenta, com guardas municipais armados, ameaças de prisão, detenção do cunhado de Clerickson, e de até levar uma criança, sobrinho de Clerickson, no Conselho Tutelar. "A guarda municipal nunca serviu para isso, deve proteger o patrimônio da cidade, um papel social importante. A prefeitura deveria estar construindo casas populares, não demolindo elas" afirmou João Arruda.

5 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest