Especialista alerta para cuidados que devem ser tomados em viagens com crianças durante a pandemia

Paulo Zamboni, CEO da agência de viagens on-line Passagens Promo, lista dicas para curtir o feriado prolongado de outubro



O tradicional feriado prolongado em comemoração ao Dia das Crianças, em 12 de outubro, é também a oportunidade que as escolas encontraram para celebrar o Dia dos Professores (15 de outubro). A ocasião traz para muitas famílias a possibilidade de planejar um momento de descanso da rotina de aulas para aproveitar o convívio entre pais e filhos. Uma das primeiras opções na lista de desejos é a viagem em família. Independente do destino, viajar proporciona diversas possibilidades de estreitar os vínculos familiares de uma maneira prazerosa para adultos e crianças.


No entanto, assim como diversos outros planos que tiveram que ser revistos em 2020, por ocasião da pandemia do novo coronavírus, as viagens para celebrar o Dia das Crianças também estão sendo repensadas pelas famílias. O especialista em viagens e CEO da agência de viagens on-line Passagens Promo, Paulo Zamboni, defende que é preciso equilíbrio na hora de optar por viajar em um momento de incertezas. “O bem mais precioso que temos é a família. Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física. Entender qual a necessidade da família neste momento é crucial para a tomada de decisão”, afirma.


O especialista da Passagens Promo, que neste ano registrou 13% das vendas de viagens de avião feitas para famílias com crianças, esclarece que o mercado do turismo está se preparando para receber os viajantes novamente, após um longo período preparatório. Antes tomar a decisão, Zamboni sugere que seja feita uma pesquisa para saber se o local escolhido para a viagem oferece a segurança necessária para o momento. “Selecionar destinos que possibilitem mais passeios ao ar livre e fazer contato prévio com a hospedagem para entender quais são as normas de segurança praticadas no local são algumas estratégias para ajudar na escolha do passeio mais adequado para a família.”


No trajeto entre casa e destino, os cuidados devem ser redobrados, de acordo com o especialista, e deve haver uma preparação da criança para o momento. “É importante esclarecer para a criança que o aeroporto também está diferente, em função da pandemia, e que mais cuidados terão de ser tomados durante o percurso. Consultar os canais oficiais dos aeroportos que serão visitados e da companhia aérea que fará o trecho ajuda a entender quais as regras de acesso para se programar com antecedência”, alerta Zamboni. Imprevistos também podem comprometer a programação e é preciso estar preparado para lidar com eles, evitando frustrações. “Com as constantes mudanças na malha aérea, muitos voos estão sendo cancelados, passageiros remanejados para outros horários. Deixar claro para a criança que imprevistos acontecem e que o importante é se divertir evita estresse em caso de alguma mudança de planos”, aponta.


Zamboni sugere ainda que, em caso de existir doença pré-existente na família, consultar um médico também pode contribuir para avaliar o cenário. Caso a família ainda não se sinta segura, a dica é não tomar decisão por impulso. “Viajar com medo prejudica a qualidade da experiência, por isso, se a viagem não puder ser feita agora, uma alternativa é envolver a criança no planejamento de uma viagem futura, quando será possível vivenciar com tranquilidade todas as etapas do passeio, desde a escolha do local, a compra das passagens de avião, a definição da programação durante a viagem e a espera pela grande data.”


Comparativo de aeroportos mais utilizados para viagens em 2020

*Levantamento de passagens compradas na agência de viagens on-line Passagens Promo

Últimas Notícias