banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Outubro Rosa do Hospital São Vicente

A consultora de imagem e estilo Hellen Bigarelli e o maquiador Ivo Vilela dão novas cores ao mês rosa



O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma. O câncer de mama corresponde, atualmente, por cerca de 28% dos novos casos de câncer em mulheres e raramente acomete os homens, representando menos de 1% do total.


Vendo os números em um ano tão atípico como 2020, onde diagnósticos foram adiados por medo da pandemia, é que o Hospital São Vicente Curitiba, com ampla atuação na área da Oncologia, decidiu promover ações de conscientização no mês rosa e assim mostrar a real importância do diagnóstico precoce. “Nós, profissionais da área oncológica, temos como uma das grandes preocupações o adiamento dos exames diagnósticos e de controle por medo da COVID-19. O câncer é uma urgência e, por isso mesmo, não podemos perder tempo no tratamento”, explica Dra. Priscila Morosini, cirurgiã oncológica da equipe de mama do hospital (CRM PR 33154 / RQE 26799).


Essas ações quando ganham espaço na mídia para promover o mês rosa, são de grande importância, uma vez que chamam atenção de muitas pessoas para a prevenção e diagnóstico precoce. E foi pensando nesta urgência em diagnosticar precocemente que buscamos força nas cores, já que este ano, no Hospital São Vicente, haverá muito mais cores no Outubro Rosa.


Em parceria com profissionais de diversos segmentos, dentro e fora do hospital, o São Vicente traz para o Outubro Rosa a ideia de resgatar e redescobrir a beleza da paciente em tratamento oncológico. “Diferente de outras doenças, os pacientes oncológicos podem sofrer com dores, mutilações e principalmente com os efeitos colaterais decorrentes da quimioterapia e/ou radioterapia. Os mais comuns são a queda dos cabelos, ressecamento da pele, aparecimento de manchas pelo corpo, enfraquecimento das unhas, inchaço, emagrecimento, entre outros. É um direito de todo paciente ser informado pelos profissionais de saúde, sobre todos os possíveis efeitos colaterais que poderá enfrentar. E sabendo disso veio a nossa preocupação em manter a identidade e a autoestima durante esta fase, que pode ser muito positivo”, explica a médica.


Vivemos em um mundo onde a cultura da beleza, dos padrões estéticos, dos vídeos e fotos nas redes sociais estão presentes em nosso dia a dia. Quando uma pessoa recebe um diagnóstico oncológico positivo, uma nova fase dá início em sua vida. Inevitavelmente as questões relacionadas a autoestima vêm à tona e muitos pacientes começam a ter pensamentos negativos sobre a imagem e a autoestima é abalada.


Vale dizer ainda que essa preocupação com autoestima – pode parecer fútil para muitos – é apontada por psicólogos e médicos como um dos pontos importantes durante o tratamento. “Com ações relativamente simples, muitos dos impactos das medicações e terapias utilizadas podem ser amenizados, reforçando a autoestima e trazendo benefícios à recuperação dos pacientes”, explica Rose Benedetti, psicóloga do Hospital São Vicente.


E justamente por se tratar de um mês em que a grande maioria das pessoas se veste com a cor rosa para criar essa união de alerta e prevenção que tivemos também a ajuda da consultora de imagem e estilo Hellen Bigarelli, que trouxe para as pacientes Thaís de Alencar Costa e Ana Izabel de Deus dos Reis a importância das cores nesse resgate da autoestima. Além do empresário e maquiador Ivo Vilela, da Casa Noventa, que gravou vídeos especiais com dicas exclusivas de maquiagem para pacientes em tratamento que buscam esse resgate da beleza. “Humanizar é sempre o que se deve fazer em ocasiões onde estamos fragilizados e foi exatamente o que buscamos com essas ações”, conclui Rose.


Simples ações, nesse resgate do essencial, podem ser o primeiro e mais importante passo para lidar com as mudanças físicas que ocorrem durante o tratamento. Além disso, temos que lembrar que é fundamental permanecer perto das pessoas queridas, família e amigos. “Mais do que companhia durante o processo, ter amor e palavras de incentivo por perto pode diminuir a sensação de medo e solidão e assim elevar a autoestima. È uma fase difícil, mas que passará, e atravessar esse caminho com amor e muitas cores pode ajudar e muito nesse processo”, finaliza a oncologista.


Prevenção e Diagnóstico - Apesar da alta incidência, a boa notícia é que, se diagnosticado e tratado precocemente, o câncer de mama tem um bom prognóstico. Segundo a oncologista clínica do Hospital São Vicente, Dra. Raquel Cristina Dalagnol, os sintomas incluem o surgimento de nódulos, alterações de coloração ou forma da pele, inversão do mamilo e dor. “Porém, é importante ressaltar que a maioria deles são assintomáticos, sendo detectados através do exame de mamografia, que é de fundamental importância ao diagnóstico.” Segundo ela, muitos fatores podem aumentar o risco de desenvolver câncer de mama, porém, ainda não se sabe exatamente como alguns podem tornar as células malignas: “Entre eles, destacam-se a obesidade, o sedentarismo e o tabagismo. Identificando esses fatores de risco, que chamamos de modificáveis, podemos ajudar a prevenir o câncer de mama com a mudança dos hábitos.”


Vale lembrar que o Hospital São Vicente recebe permanentemente doações de lenços, turbantes, bonés e gorros tanto para mulheres como para homens em tratamento do câncer.


*agradecimentos – a consultora de imagem e estilo Hellen Bigarelli, aos empresários Carlos Sacomori, Júlia B Munhoz e Ivo Vilela, sócios da Casa Noventa que abraçaram esta ideia.


Sobre o Hospital São Vicente-Funef


Fundado em 1939, o Hospital São Vicente tem ampla atuação no transplante de fígado e rim, e nas áreas de Oncologia e Cirurgia. De alta complexidade, atende diversas especialidades clínicas e cirúrgicas, sempre com foco na qualidade e no tratamento humanizado. Desde 2002, a instituição é gerida pela Fundação de Estudos das Doenças do Fígado Koutoulas Ribeiro (FUNEF).


Sua estrutura conta com Pronto Atendimento, Centro Médico, Centro Cirúrgico, Exames, UTI, Unidades de Internação e Centro de Especialidades. O programa de Residência Médica credenciado pelo MEC nas especialidades de Cirurgia Geral, Cirurgia Digestiva, Cancerologia Cirúrgica e Radiologia.


Mais informações: www.saovicentecuritiba.com.br


Acompanhe nossa página no Facebook: www.facebook.com/hospitalsaovicentecuritiba

Instagram: @saovicentecuritiba

Linkedin: hospital são vicente


Hospital São Vicente – Funef

Rua Vicente Machado, 401 – Centro – Curitiba/PR

(41) 3111-3000

23 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest