Ex-procurador da Lava Jato pede desculpas ao STF

Castor de Mattos teve o julgamento suspenso após a retratação



O julgamento do Conselho Nacional do Ministério Público sobre um procedimento administrativo disciplinar que poderia punir o procurador Diogo Castor de Mattos foi suspenso na tarde desta terça-feira, após o ex-integrante da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba fazer uma retratação sobre o artigo com supostas ofensas ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e à Justiça Eleitoral.


Em razão do pedido de desculpas do procurador com relação ao texto publicado em março de 2019, a relatora do caso, Fernanda Marinela, indicou que seria necessário ouvir a "vítima" antes de prosseguir com a análise do caso no colegiado.


O procedimento administrativo contra Castor foi aberto após representação encaminhada à Corregedoria Nacional do Ministério Público pelo então presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest