Operação prende 14 pessoas por pornografia infantil no Paraná

Policiais apreenderam computadores com imagens armazenadas



Uma operação da Polícia Civil prendeu 14 pessoas em uma operação contra pornografia infanto-juvenil no Paraná, na manhã desta segunda-feira. Segundo a polícia, as prisões ocorreram em flagrante durante o cumprimento de 24 mandados de busca e apreensão em 16 cidades do Estado.


Os suspeitos presos têm entre 40 e 55 anos, segundo a polícia. Cerca de 150 policiais participaram da operação, batizada de Proteção Integral.


Segundo o delegado José Barreto, do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), a investigação foi motivada porque a polícia identificou que o número de acessos a esse tipo de conteúdo aumentou durante a pandemia.


Durante as buscas, foram apreendidos computadores, notebooks, pendrives, HD's e outros dispositivos que possam ter armazenamento de fotos ou vídeos de crianças e adolescentes em situação sexual.


"Encontramos todo o tipo de conteúdo, infelizmente, relacionados a nudez e ato sexual de crianças e adolescentes, até de crianças entre seis e sete anos, o que é muito complicado. Com base nisso, conseguimos os elementos para fazer as prisões", afirmou. O material, segundo a polícia, era compartilhado na Deep Web.


Quem armazena imagens de pornografia infantil pode pegar de um a quatro anos de prisão. A pena para quem compartilha o material é de três a seis anos de prisão. Já para quem produz estas imagens, a pena é de até oito anos de detenção.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest