10ª Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente será online

Pela primeira vez o evento acontece de forma totalmente online, sendo um exemplo das soluções desenvolvidas pela Celepar


Foto: Arquivo

A 10ª Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente começa na segunda-feira (21), às 15 horas, com a palestra do procurador de Justiça Murillo José Diagiácomo, que vai abordar o tema Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências. O evento é promovido pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca)


Participam da conferência o secretário da pasta, Ney Leprevost; a diretora do Departamento de Proteção da Criança e do Adolescente da secretaria e presidente do Cedca, Angela Mendonça; a promotora pública Luciana Linero, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Criança e do Adolescente e da Educação do Ministério Público; e a presidente da comissão organizadora do evento, Ires Damian Scuzziato.


A conferência ocorre de 21 a 24 de setembro, em plataforma online. Para acompanhar basta acessar o link http://abre.ai/sejufparana


No dia 21, às 16 horas, começa a programação do Eixo 1, que abordará o tema “Garantia dos Direitos e Políticas Públicas integradas e de inclusão social”, com participação de Yvy Abbade (diretora da Unilehu – Universidade Livre para a Eficiência Humana e Conselheira do Cedca), e Regina Bley (Departamento de Diversidade e Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e conselheira do Cedca). O link de acesso é youtu.be/ovFRfa7ut10.


No Eixo 2 o tema “Prevenção e Enfrentamento da Violência contra a criança e ao adolescente” será debatido na terça-feira (22), às 14h15, com Cecília Heleno (Centro Marista de Defesa da infância e conselheira do Cedca) e Rosineide Frez (Departamento de Diversidade e Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Educação). O acesso será pelo endereço youtu.be/gWVvmwOVbFY


Também no dia 22, às 15 horas, será a vez do Eixo 3, que vai abordar “Garantias dos Direitos e Políticas Públicas Integrais e de Inclusão Social”, com a participação de Débora Reis (Centro Marista de Defesa da Infância) e Marcela Evangelista (conselheira do Cedca). O link de acesso youtu.be/gWVvmwOVbFY


Na quarta-feira (23), às 14h15, têm início os debates do Eixo 4 com tema “Participação, comunicação social e protagonismo de crianças e adolescentes”, com a colaboração de Marcia Paiva (Espemel - Escola Profissional e Social do Menor de Londrina) e do adolescente Lucas Henrique Ultramar Barbosa (delegado nas ultimas conferências estadual e nacional). O acesso no likn youtu.be/_-R8zfHsnPQ


O Eixo 5 será apresentado no dia 23, a partir das 15 horas, abordando o tema “Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas da Criança e do Adolescente”, com Rodrigo Bonfim (Hospital Pequeno Príncipe e conselheiro do Cedca) e Sheila Meneguette (Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas e conselheira do Cedca). O endereço de acesso é youtu.be/_-R8zfHsnPQ

Desde que iniciou a pandemia, em março, a tecnologia vem se mostrando uma aliada para que serviços essenciais do Estado não sejam paralisados e o cidadão continue tendo acesso aos serviços públicos sem necessidade de deslocamento, preservando a sua saúde.


Na gestão interna de cada secretaria, a situação não é diferente. A tecnologia vem permitindo que o trabalho remoto possibilite a presença virtual dos servidores em todas as atividades.


Foi o que aconteceu com os encontros remotos do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA), que não foram interrompidos mesmo durante o período de afastamento social. Esta dinâmica, além de garantir a manutenção dos trabalhos, gera economia para o Estado com viagens e diárias, por exemplo.


Uma plataforma utilizada pela Celepar neste período é o LimeSurvey, que possibilita elaborar formulários para levantamentos, pesquisas, enquetes e votações. Ao disponibilizar a solução para a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, tanto a equipe de desenvolvimento da companhia como a da secretaria, realizaram testes exaustivos e várias simulações de votação para garantir a confiabilidade.


A ferramenta envia o convite para a votação, faz o lembrete se a pessoa não votou, dá a devolutiva da votação para o participante, faz a contabilização e o resultado do processo, inclusive com estatísticas. Um processo totalmente seguro que será utilizado em setembro na X Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Paraná.


Para o presidente da Celepar, Leandro Moura, a tecnologia está transformando a vida do cidadão, dos gestores públicos e, acima de tudo, gerando economia para os cofres públicos. "O quadro de especialistas da Celepar tem demonstrado que mesmo na pandemia e com trabalho remoto as soluções continuam sendo desenvolvidas, e nesse caso, além de melhorar a gestão interna das secretarias, trazemos uma economia para o Estado".


A continuidade das deliberações do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente usando essa ferramenta disponibilizada pela Celepar é de suma importância para que a aprovação do regulamento da Conferência entre os delegados de todo o Paraná, aconteça mesmo nesse período.


Alguns eixos já foram deliberados, como os de Garantia dos Direitos e Políticas Públicas Integradas e de Inclusão Social, Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes, Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes, Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Promoção e Proteção e Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes.


"Esta é uma conferência histórica, totalmente online, a primeira neste formato desde a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Com a colaboração da Celepar, a população vai poder participar ativamente, em tempo real, por meio de ferramentas apropriadas, tornando a conferencia uma referência", ressaltou a presidente do CEDCA e chefe do Departamento de Políticas para a Criança e Adolescente da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Angela Mendonça.


Solução já foi usada nas eleições dos Estados Unidos.


Na eleição presidencial dos Estados Unidos de 2004, a Verified Voting Foundation usou o LimeSurvey para obter dados sobre possíveis irregularidades. Foram registrados pelo software mais de 13.000 incidentes nas primeiras 10 horas de votação. O LimeSurvey foi escolhido como parte do sistema de reportação de incidentes eleitorais da organização.


*Governo do Paraná

26 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest