Alunos indígenas produzem o próprio sabão para prevenir Covid-19

A ideia surgiu de uma roda de conversa sobre educação escolar nas comunidades indígenas


Foto: AEN-PR

Para ensinar na prática a prevenção contra a Covid-19 aos alunos do Colégio Estadual Indígena Cacique Gregório Kaekchot, na cidade de Manoel Ribas, no Centro do Estado, professores desenvolveram o Projeto do Sabão. Além de explicar a importância da correta higienização das mãos, mostra aos estudantes como produzir esse item de limpeza. A iniciativa é desenvolvida na Terra Indígena Ivaí.


A ideia surgiu de uma roda de conversa sobre educação escolar nas comunidades indígenas, como explica a professora Auria Nack. “Na ocasião eu fiquei pensando no que eu poderia fazer na minha disciplina, já que sou professora de biologia e química. Pensei em algo que daria para abordar nesse momento de isolamento social que nós estamos vivenciando, algo útil que a comunidade poderia utilizar”.


De acordo com diretora do colégio, Patrícia Betelli, o projeto envolve turmas desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Os professores elaboraram apostilas com atividades e instruções voltadas ao projeto, reforçando questões relacionadas às áreas de educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Os professores também explicaram os conteúdos através de vídeos e áudios, material que foi disponibilizado para os alunos.


O sabão foi feito e distribuído às famílias da Comunidade da Terra Indígena Ivaí com o intuito de conscientizar sobre a prevenção da Covid-19 através da higienização das mãos.


“O objetivo geral do projeto é conscientizar a comunidade escolar sobre a necessidade de reutilizar o óleo de cozinha para amenizar os impactos causados na natureza quando descartado de forma errada. E também é uma alternativa para ajudar na prevenção do Covid-19, já que produto é usado na produção do sabão”, reforça Auria.


O projeto, acrescenta, é um sucesso. A pequena Dayannara Brum, da Terra Indígena Ivaí, tem apenas 8 anos e gostou do aprendizado. “O sabão é importante para nós, temos que usar todos os dias. Tem vírus em qualquer lugar, então temos que nos proteger”.


“O projeto foi interessante, pois aprendemos a descartar o óleo da forma adequada, e também tem bastante conteúdo útil nas apostilas” reforça Salésio Ninvaia, aluno do 3° ano do Ensino Médio da comunidade.

27 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest