Colégio Militar de Curitiba volta atrás e adia retorno

Situação da pandemia na cidade foi a principal razão



O Colégio Miliar de Curitiba anunciou nesta sexta-feira (18) que optou por adiar a volta às aulas na instituição. A decisão consta em comunicado assinado pelo diretor da instituição, coronel Guilherme Azambuja Carrilho do Rego Barros. Na última terça-feira (15), a instituição havia divulgado protocolo para o retorno que aconteceria na próxima segunda-feira (21).


Um dos motivos que justificam o passo atrás é a atual vigência da bandeira laranja, que até o momento não foi alterada pela Prefeitura de Curitiba. A instituição seria a primeira a retomar as atividades presenciais, contrariando normativa que impede a retomada nas demais escolas públicas e particulares.


No comunicado de terça-feira, o Colégio Militar destacou que o acesso ocorreria apenas por um portão, sem catraca e como “supervisão cerrada de supervisores” para garantir normas de higiene e distanciamento de dois metros. Qualquer tipo de contato físico havia sido proibido. “Não deve haver, sob qualquer hipótese, apertos de mão ou abraços”.

20 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest