Ministro do Turismo ouve demandas do trade para retomada do setor

Assuntos como reforma tributária, reabertura de atrativos e políticas de benefícios aos turistas foram debatidos



O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu nesta quarta-feira (16.09) com representantes das 20 principais entidades turísticas do país para ouvir as demandas referentes à retomada do setor. Entre elas, a importância da reforma tributária para o desenvolvimento do Turismo, os próximos passos para a reabertura dos destinos e a criação de políticas que beneficiam os turistas. Além dos secretários nacionais da Pasta, estavam presentes – por videoconferência - membros das entidades hoteleiras, agências de viagens, parques temáticos, cruzeiros marítimos, entre outros.


“Precisamos do apoio e de todo o esforço de vocês para que possamos ampliar as vitórias que alcançamos até aqui, como a liberação de crédito extraordinário, a regulamentação da relação entre consumidor e empresa e a manutenção de milhares de empregos, devido a MP trabalhista”, disse o ministro. “Já mostramos que juntos somos mais fortes, e nessa nova empreitada, tenho certeza que elevaremos o turismo aos patamares anteriores e até maiores”, destacou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.


Um dos pontos altos da reunião foi o debate sobre os impactos do sistema tributário do país. As entidades apresentaram sugestões, como a criação de uma tabela de tributos exclusiva para o Turismo em nível mais baixo. O relator do projeto da reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro, participou do encontro e colocou à disposição uma cadeira para o setor nas discussões do documento, que está em tramitação no Congresso Nacional.


PLANO DE RETOMADA – No início de setembro, o Ministério do Turismo lançou o Plano Nacional de Retomada do Turismo. A iniciativa conta com ações como o selo “Turismo Responsável”, que já está em amplo funcionamento em mais de 21 mil empreendimentos turísticos do país. Foi anunciado também a ampliação do número de instituições financeiras para distribuir linhas de crédito do Fungetur.


Além disso, foram citado no encontro: o programa Qualifica +Turismo, que ofertará cursos de qualificação nas 30 rotas prioritárias do programa Investe Turismo; o lançamento da TV Turismo; a destinação de R$ 13,5 milhões para que estados e municípios possam promover seus atrativos; e a elaboração de um projeto nacional de “Turismo Rodoviário”, que já está sendo trabalhado pela Pasta.


Fonte: Ministério do Turismo

20 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest