Lutador iraniano Navid Afkari é executado

Atleta disse que foi torturado para fazer uma confissão falsa



O lutador campeão iraniano Navid Afkari foi executado depois de ser condenado por esfaquear um segurança até a morte durante protestos antigovernamentais em 2018, informou a mídia estatal neste sábado, 12.


Afkari foi executado "esta manhã, após procedimentos legais serem executados por insistência dos pais e da família da vítima", disse a mídia citando o chefe do departamento de justiça da província de Fars, no sul do país. O caso atraiu protestos internacionais.


Afkari disse que foi torturado para fazer uma confissão falsa, de acordo com sua família e ativistas, e seu advogado diz que não há provas de sua culpa. O judiciário do Irã negou as acusações de tortura.


Um sindicato global que representa 85 mil atletas pediu na terça-feira, 8, a expulsão do Irã do esporte mundial se Afkari fosse executado.

Últimas Notícias