Empresários da sucata são presos por sonegar R$ 300 milhões

Os policiais do Gaeco realizaram buscas em Curitiba e São José dos Pinhais



O Gaeco prendeu duas pessoas na manhã desta quinta-feira (3) em uma operação contra esquema de sonegação fiscal no setor de sucata em Curitiba e Região. De acordo com o Gaeco, cerca de R$ 300 milhões foram sonegados desde 2013. A ação do Gaeco foi em conjunto com a Receita Estadual. As prisões são temporárias e têm validade de cinco dias. Os detidos são empresários e, conforme o Gaeco, são suspeitos de chefiar a organização criminosa.


Os nomes dos investigados não foram divulgados. "O que juntamente com a Receita nós já identificamos é que este grupo estava envolvido na constituição de empresas e substituições de sócios das empresas, embora permanecendo a real propriedade com o mesmo grupo. Essas empresas basicamente se destinavam à sonegação fiscal", afirmou o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti.


Ao todo, segundo o Gaeco, 12 pessoas são investigadas. Também foram cumpridos 17 mandados de busca e apreensão. A operação foi batizada de "Taregas". As buscas ocorreram em duas empresas – uma na capital paranaense e outra em São José dos Pinhais – e em dez residências.

27 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest