banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Como funciona um leilão online? Vale a pena?

27 milhões de consumidores farão compras online pela primeira vez até 20212


As compras online estão atingindo seus maiores níveis na história. Uma matéria do Valor Econômico estimou que esse tipo de comércio irá ultrapassar os 100 bilhões de reais. Segundo o Google, só entre 2019 e 2021 são esperados 27 milhões de novos consumidores nas lojas virtuais. Entre as diversas formas e plataformas para comprar, também é possível participar de leilões online e arrematar produtos novos ou usados por valores muito inferiores aos do mercado. .


É normal ter dúvidas sobre como funciona um leilão online, afinal estamos falando de um evento bastante específico, que tem como marca registrada a participação do público e um leiloeiro ativo. Por isso é interessante explicar como foi feita essa transição online e se vale a pena fazer compras dessa forma.


Lances não ficam restritos a um dado momento

Em um leilão presencial, quando o produto é apresentado, é preciso dar um lance no momento ou já ter dado seu preço antes do leilão. Quando os lances começam a ser mostrados, quem está ali tentará arrematar o produto, disputando com outros presentes. Ou seja, é um tempo bastante restrito.


No leilão online é tudo feito em uma plataforma: o produto está disponível por um dado momento, mas não costuma ser apenas alguns poucos minutos. O preço inicial é apresentado e a partir disso os usuários começam a dar seus lances. Diferente desses, nos leilões de centavos, cada nova proposta aumenta em um centavo o preço do produto.


Com isso as disputas são mais acessíveis, afinal bons produtos podem sair por preços bem baixos e não é preciso ir até um local, sentar e esperar seu produto aparecer. Ao mesmo tempo, em uma plataforma, podem existir centenas de leilões simultâneos.


Ou seja, os leilões na internet são uma ideia que funciona e se multiplicaram nos últimos tempos. É possível comprar desde objetos pequenos para a casa até caminhões, casas e obras de arte de milhões. A Sotheby’s, referência no leilão de joias, vinhos, quadros e obras em geral, faz seus leilões online e continua sendo uma potência nesse mundo, com 2,5 bilhões de dólares em vendas em 2020, apesar das dificuldades em um ano sem precedentes.


Vale a pena comprar em um leilão online?

Com tantas opções para fazer compras online, participar de leilões pode parecer supérfluo, mas não é.

O formato do leilão possibilita que o cliente tenha poder sobre o preço, em vez de apenas chegar em uma loja e ter que aceitar o que é oferecido. Isso possibilita, especialmente em leilões online, onde a atenção é diluída entre vários produtos, poder arrematar excelentes objetos por preços muito menores que os da loja.


Portanto a resposta para a pergunta se vale a pena comprar é sim. Mas, claro, tomando certos cuidados:

  • Compre em plataformas seguras, que protegem seus dados financeiros e pessoais e tenham boa reputação. Assim não haverá surpresas depois de fazer o pagamento pelo seu arremate

  • Tenha uma boa conexão online: se a página trava ou não envia as informações é possível que lances se percam e oportunidades saiam pelo ralo.

  • Saiba os preços: a melhor forma de comprar sempre será pesquisando antes. Em um leilão online não é diferente. Tome conhecimento sobre o preço de um produto nas lojas e a partir disso observe o leilão. Assim você saberá até onde ir com seu lance porque vale a pena tentar a compra em um leilão e não em uma loja.

Os leilões online são uma excelente forma para comprar pela internet, mas exigem atenção dos usuários. Em uma boa plataforma é possível ficar mais tranquilo: o produto será de qualidade e toda a transação será sem dores de cabeça.

Conteúdo por agência emarket

4 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest