Câmara delibera criação da Rua do Artesanato, na quarta-feira

A rua Senador Alencar Guimarães, entre a Praça Rui Barbosa e a Praça Osório, no Centro da capital paranaense, poderá ser batizada como a “Rua do Artesanato de Curitiba”



Para isso, os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) votam em primeiro turno, na próxima quarta-feira (2), projeto de lei que pretende promover as atividades artesanais e de economia solidária que são realizadas neste espaço (005.00162.2017). A sessão plenária virtual inicia às 9h e tem transmissão online pelo canal do Legislativo no YouTube.


De acordo com a proposta, a intenção é fomentar o desenvolvimento econômico sustentável na região, atrair e incentivar novos investidores, facilitar o acesso de turistas e pedestres ao local, além de organizar e padronizar o comércio de artesanato. Para Mestre Pop (PSD), a medida incentiva a atividade de profissionais que produzem a partir de processos manuais, ou com o auxílio de alguma ferramenta, itens funcionais ou decorativos com os quais obtém a sua renda. Junto do projeto, tramita uma emenda supressiva, que retira da Secretaria Municipal do Urbanismo e da Fundação Cultural de Curitiba a prerrogativa de regramento ao uso do solo (033.00007.2018).


Epilepsia

Também em primeira votação, o plenário analisa a proposta que altera a data dedicada à epilepsia (005.00013.2020). De acordo com o projeto, em vez de ser realizado em 9 de setembro, como prevê a legislação atual, a data passaria a ser 26 de março. Segundo a autora da matéria, Maria Leticia (PV), a mudança é necessária porque, quando a lei municipal 11.764/2006 foi sancionada, ainda não havia uma data mundialmente conhecida para conscientização sobre a doença.


Nesse caso, a dia celebrado por Curitiba não estaria condizente com a data mundial. O movimento “Purple Day” (Dia Roxo) surgiu em 2008 em Nova Escócia, no Canadá. Ele foi criado por Cassidy Megan, na época uma menina de 9 anos, com ajuda da Associação de Epilepsia da Nova Escócia (EANS).


Segundo turno

Retornam à pauta de quarta-feira para análise em segundo turno, caso sejam aprovados na véspera, quatro projetos de lei. Uma alteração de nomenclatura para utilidade pública já concedida ao Instituto Escola Moda Beleza Fênix (015.00001.2019); uma denominação de logradouro público como Joel Nelson Hecke (009.00035.2019); a extinção do Fundo Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (005.00230.2019); e a remoção obrigatória de cabos sem uso dos postes (005.00234.2019).


Fonte: CMC

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest