MEC disponibilizará acesso à internet para alunos de universidades federais

A princípio serão beneficiados 400 mil alunos com renda familiar inferior a meio salário-mínimo



Ministério da Educação comunicou que vai possibilitar o acesso à internet para alunos de universidades e de institutos federais em situação de vulnerabilidade social, para que possam acompanhar as aulas durante o período de quarentena adotado para evitar a disseminação do covid-19.


A princípio serão beneficiados 400 mil alunos com renda familiar inferior a meio salário-mínimo, mas a ideia é que esse número chegue a 900 mil alunos cuja renda familiar seja de até 1,5 salário-mínimo.


A medida foi divulgada hoje (17) em coletiva de imprensa online. De acordo com o Ministério, a expectativa é de que a benefício atenda 797 municípios com campi de Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e Institutos Federais (IF).


Ao formalizar a medida, o ministro Milton Ribeiro, disse que a demora para se implementar a medida, após cinco meses de isolamento, se deve à burocracia interna do Estado.


Aos 400 mil alunos com renda familiar de até meio salário-mínimo serão disponibilizados bônus de dados móveis que serão gerenciados pela instituição de ensino. Eles terão validade de 90 dias e os créditos serão de 10 gigabytes a 40 gigabytes. Há também a possibilidade de fornecimento de pacotes de dados móveis por meio de chips pré-pagos, que terão validade de 30 dias e créditos de dados que variam de 5 gigabytes a 40 gigabytes.


Ainda segundo a pasta, a solução encontrada “demonstra a viabilidade para um modelo de inclusão nos domicílios de alunos e professores em bandas larga fixa e móvel a partir de 2021”.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

22 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale