Projeto Um Novo Olhar utiliza arte e capacitação de professores e regentes para aumentar inclusão

Iniciativa contará com oficinas de artes em geral, online e em várias regiões do país para professores com foco em pessoas com deficiências



Os professores da rede pública de ensino e de regência coral de diversas regiões do país terão à disposição capacitações em arte-educação, com ênfase nas artes visuais. A iniciativa faz parte do projeto “Um Novo Olhar”, realizado pela Fundação Nacional das Artes (Funarte) em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que será lançado nesta quarta-feira (29.07), às 18h, no canal do Youtube “Arte de Toda Gente”. Com a exibição online de performances de artistas e vídeo podcasts (“vodcasts”) sobre arte e acessibilidade, o projeto tem o objetivo de promover a inclusão e o acesso de crianças, jovens e adultos com algum tipo de deficiência, por meio das artes.


A ação possui três frentes, que têm a inclusão como seu principal objetivo comum. A primeira delas, que começará apenas online, dedica-se à oferta de capacitação em arte-educação para acessibilidade, destinada especialmente a professores do ensino fundamental. As atividades começam com o Encontro Um Novo Olhar em Arte/Educação+Acessibilidade, com palestras e mesas redondas online, no qual especialistas tratarão de temas relacionados à arte-educação inclusiva. As atividades acontecerão na forma de “lives”, transmitidas pelo canal Arte de Toda Gente, que permanecerão disponíveis no site do projeto e no canal, a partir do dia 29.


Na sequência, será lançado o primeiro de uma série de sete cursos online destinados a apoiar professores no uso das artes como ferramenta facilitadora no trato da pessoa com deficiência. Para participar, será necessário fazer uma inscrição no site. O acesso às aulas e ao material será dado mediante um login. Cada turma terá até oito semanas para concluir as atividades. Os próximos cursos serão disponibilizados ao longo dos próximos meses e, também, em 2021.


A segunda frente é composta por ações de canto coral – uma das atividades musicais consideradas de maior capacidade inclusiva. Haverá oficinas online de capacitação para regentes de coro infantil, além de material didático – vídeos e partituras de repertório, de compositores brasileiros (especialmente formatado para esses conjuntos). Existirá também conteúdo sobre acessibilidade em música para pessoas com deficiência, de forma a facilitar e tornar as apresentações mais atraentes para esse público. As oficinas serão ministradas por professores da UFRJ, de outras universidades e instituições de ensino e, também, por outros especialistas em canto coral convidados. Aqui, o objetivo é proporcionar uma base de conhecimento e de recursos técnicos para que os participantes possam melhorar e ampliar sua atuação profissional.


Já na terceira frente do projeto, que deve acontecer somente a partir do primeiro semestre do ano que vem, estão previstas oficinas presenciais de regência coral e de arte-educação para professores da rede pública, com foco na acessibilidade. Também serão promovidas oficinas de artes visuais para crianças com deficiência, em diferentes regiões do país. A ideia é incentivar o exercício da arte e trabalhar as habilidades motoras e físicas, estimulando capacidades de percepção, comunicação, expressão e sensibilidade. O desenvolvimento de todo o processo, com a evolução dos trabalhos, será registrado em audiovisual, dando origem a um documentário e um catálogo, para exibição futura.


VODCASTS - Paralelamente, e como apoio às demais atividades, serão veiculados pelo site apresentações musicais e performances de artistas com deficiência, de artes visuais e cênicas e literatura, e “vodcasts” com participação de professores especialistas e outros artistas, em abordagens de temas diversos. Serão feitas também publicações de uma revista sobre a acessibilidade e a arte, e de partituras para canto coral – incluindo a reedição de obras para coro publicadas anteriormente pela Funarte. Como primeira leva de publicações, as revistas Arte/Educação+Acessibilidade+Inclusão e Atualidade do Canto Coral no Brasil: perspectivas, iniciativas e possibilidades e, ainda, o caderno didático aprimorando meu coro infantil: técnicas e criatividade.


SERVIÇO


“Live” de lançamento: dia 29 de julho, quarta-feira, às 18h, no canal Arte de Toda Gente

Mediação: Prof. Marcelo Jardim, Diretor artístico e Vice-diretor da Escola de Música da UFRJ e coordenador do projeto Um Novo Olhar.

Convidados:

Patrícia Dorneles – Coordenadora do Curso de Especialização em Acessibilidade Cultural da UFRJ e coordenadora integrada das ações de acessibilidade dos projetos Funarte – UFRJ

Maria José Chevitarese – Professora Titular de Canto Coral da UFRJ e coordenadora das ações de coro do Projeto Um Novo Olhar)

Leila Santos – Diretora do Centro de Artes Visuais da Funarte

Sara Bentes – cantora, compositora, escritora e atriz com deficiência visual

Robson Xavier da Costa – Departamento de Artes Visuais e Programas de Pós-Graduação da UFPB.

Programação e inscrições para as oficinas no site, a partir do dia 29 de julho, quarta-feira.


Fonte: Ministério do Turismo

27 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest