banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Polícia indicia três por tentativa de extorsão de ex-BBB em Curitiba

Diego Alemão envolveu-se em acidente de trânsito em abril



A polícia indiciou três homens suspeitos de exigir R$ 50 mil para não divulgar vídeos da prisão do ex-BBB Diego Alemão após um acidente de trânsito, em Curitiba. Eles foram denunciados por crimes de extorsão, associação criminosa e fraude processual.


O caso ocorreu no dia 18 de abril. Alemão foi preso após bater o carro contra o veículo de um motorista de aplicativo e foi solto no dia seguinte após pagar fiança de R$ 7 mil.


Daniel Alves, testemunha que gravou os vídeos da prisão de Diego, e os advogados Maurício Tesserolli e Walter Fontes foram presos suspeitos de tentar extorquir dinheiro do ex-BBB, além da oferta de testemunhar a favor de Alemão. Atualmente, os três respondem em liberdade.


"Verificou-se que de maneira sutil, os advogados, juntamente com seu cliente, deram a entender que caso houvesse o pagamento, não iriam expor ainda mais a outra parte contrária, além de que o cliente, Daniel, passaria a testemunhar a favor de Diego, em evidente tentativa de ludibriar a justiça", disse o delegado Marcelo Magalhães Pereira, ao concluir o inquérito.

4 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest