Procuradoria da Mulher da Assembleia realiza reunião online com procuradoras municipais

Evento debateu andamento do trabalho de proteção das mulheres no interior do Paraná



A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná realizou um encontro online com as procuradoras municipais da mulher na noite da última quarta-feira (8). O evento teve como objetivo o alinhamento dos órgãos sobre as demandas da causa feminina que se potencializaram durante a pandemia. O encontro foi conduzido pela procuradora da mulher da Assembleia, deputada Cristina Silvestri (CDN).


“Este alinhamento do legislativo estadual com o legislativo municipal é de extrema importância na luta pelas pautas femininas. Significa fortalecimento da Rede de Enfrentamento. Foi uma oportunidade para debatermos diversos assuntos pertinentes, entre eles, o Protocolo de Atendimento Unificado da Mulher, lançado no ano passado”, detalha Cristina.


No encontro, todas as procuradoras participantes puderam fazer explanações sobre as ações de defesa da mulher que estão desenvolvendo em seus municípios e, também, sobre problemas que estão enfrentando atualmente. Em algumas cidades, procuradoras relataram casos de violação de medidas protetivas que ainda não receberam o devido encaminhamento e buscaram orientação sobre como as procuradorias podem intervir em casos como estes.

]

“O levantamento destes problemas é um ponto importante para que a Procuradoria da Assembleia Legislativa tenha ciência dos casos que ocorrem no interior e, assim, possa orientar e traçar estratégias para que cheguemos em soluções mais efetivas e práticas, priorizando sempre a segurança das nossas mulheres”, complementa a parlamentar.


O evento também serviu para as procuradoras debateram ações para o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, celebrado no dia 22 de julho através de uma lei de autoria da deputada Cristina Silvestri.


Participaram do encontro as vereadoras Selma Pereira de Lima (Carlópolis); Julieta Reis (Curitiba); Isabel Cristina Baran (Fazenda Rio Grande); Silvana Mello Ribas Belo (Palmas); Carina Gasparin Rampi (Prudentópolis); Maria José Mandu Ribeiro Ribas (Guarapuava); Amegilda Almeida (Florestópolis); Lisete Maria Traesel Engelmann (Coronel Vivida).


Atualmente o Paraná conta com 23 Procuradorias Municipais da Mulher e seis processo de instalação.


Fonte: ALEP

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest