Ocupação de UTIs para Covid-19 chega a 93% em Curitiba

Dos 12 hospitais da RMC restam apenas 24 vagas



A taxa de ocupação de leitos de UTI, exclusivos para Covd-19, chegou a 93,3% em Curitiba e Região Metropolitana, nesta quarta-feira. Das 361 vagas existentes, 337 estão ocupadas. No total, são 12 hospitais recebendo pacientes, sendo que dois deles – hospitais Evangélico e Erasto Gaertner - já não possuem mais leitos para receber novos infectados.


O Hospital do Rocio, em Campo Largo, tem apenas uma vaga dos 103 leitos de UTI que possui para o tratamento da doença. A Santa Casa, Hospital de Clínicas, Hospital do Idoso, Hospital do Trabalhador, Hospital de Reabilitação e Hospital Municipal de São José dos Pinhais também já estão com taxas de ocupação superior a 90%.


"Mesmo que a gente abra mais leitos de UTIs, você tem dificuldade de ter mais profissionais. Então nós precisamos fazer com que essa curva [de contágio] perca sua velocidade para que toda essa estrutura que nós já temos possa suportar esses atendimentos, já que nós temos, inclusive, escassez de mão de obra", declarou Ratinho Junior.


Também nas enfermarias a situação é crítica: Santa Casa, Hospital de Clínicas, Hospital São Vicente e Hospital do Idoso já estão com 100% dos leitos ocupados. A taxa de ocupação, na RMC é de 67%.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest