Inglês na infância: como incentivar o aprendizado de um segundo idioma


Os primeiros anos da infância representam o período ideal para apresentar conceitos de outro idioma. Saiba como incentivar as crianças no aprendizado do inglês em casa

Quando se trata de crianças, é perceptível a facilidade que elas têm para aprender qualquer coisa. Com o cérebro ainda em desenvolvimento, os primeiros anos de vida dos pequenos é a fase ideal para ensinar conceitos que serão importantes por toda a vida, seja lições éticas ou conhecimento geral, como o ensino de outra língua. Incentivar o aprendizado de um segundo idioma, como o inglês, traz grandes vantagens para toda a vida.


Como a criança é beneficiada pelo aprendizado de outro idioma


Em um primeiro momento, o conhecimento de um segundo idioma parece ser útil somente para a vida adulta. De fato, segundo o aplicativo da Babbel para aprender inglês, saber outro idioma tem sido cada vez mais requisitado nas vagas de emprego, com uma diferença salarial que pode chegar a 30% a mais para quem domina uma língua estrangeira.


Entretanto, além da vantagem profissional futura que uma criança tem ao aprender inglês desde cedo, existem outros benefícios que a convivência com a língua oferece. O estímulo cerebral é um deles, desenvolvendo a criatividade, o raciocínio e a concentração.

Esse tipo de aprendizado também favorece a autoestima, a socialização com outras crianças e as habilidades em matéria paralelas, incluindo a matemática. Por fim, ao aprender inglês na infância, as dificuldades de pronúncia e vícios de linguagem diminuem consideravelmente.


Ainda que apresente muitos benefícios para a criança, os pais costumam ter dúvidas sobre como incentivar o aprendizado de um segundo idioma em casa, uma vez que nem todas as escolas contam com uma matéria do idioma na grade. Felizmente, é possível ensinar termos e despertar a curiosidade dos pequenos com algumas práticas simples.


Incentivando o aprendizado do inglês em casa


Não existe uma fase específica para aprender um segundo idioma, uma vez que nosso cérebro tem a capacidade de absorver informações ao longo de toda a vida. Porém, é na fase dos 2 aos 5 anos de idade que a mente está mais aberta ao aprendizado, o que faz com que muitos especialistas considerem esse o momento ideal para entrar em contato com o inglês.

Quando uma criança aprende desde cedo um idioma, há uma tendência para que esse conteúdo seja entendido de forma orgânica, da mesma forma que aprendemos a nossa língua-mãe.


Aplicar algumas lições de inglês no dia a dia é possível, além de ser uma ótima forma de ocupar as crianças na quarentena. Veja práticas que você pode fazer em casa para incentivar o aprendizado de outro idioma:


  • Programas na TV e músicas em inglês: Normalmente, existem alguns programas de TV que despertam mais a atenção das crianças. É possível aproveitar esse conteúdo e mudar o idioma para o inglês, especialmente naqueles programas explicativos, onde o pequeno poderá relacionar um movimento ou objeto à uma palavra. O mesmo acontece com as músicas. Você pode colocar para tocar músicas infantis em inglês durante as brincadeiras.

  • Faça a tradução simultânea: Em um passeio de carro, pense em quantos locais diferentes você passa. Nesse momento, se você não estiver dirigindo, pode interagir com a criança, apontando um estabelecimento em português e, na sequência, a sua nomenclatura em inglês. Essa proposta pode ser aplicada em diferentes situações, seja no preparo da comida, na arrumação da casa ou em um passeio.

  • Tecnologia a seu favor: A interação dos pequenos com as telas nem sempre é positiva, mas pode ser usada a seu favor na hora de ensinar um segundo idioma. O próprio aplicativo Babbel, citado anteriormente, é uma boa opção para as crianças maiores, já que conta com conceitos de jogos para manter o usuário entretido. Além disso, você pode colocar jogos em inglês para as crianças, fazendo do uso das telas algo saudável.

  • Crie brincadeiras com as palavras: Quando você perceber que a criança está absorvendo os conteúdos, pode brincar com as palavras. Um bom exemplo é fazer com que a criança fale os nomes das cores em inglês ou ajude a guardar os brinquedos contando no idioma. É fundamental que, para os pequenos, tudo pareça uma brincadeira.


E mesmo que a vontade de ensinar inglês seja grande, lembre-se de permitir que a criança seja criança. Aprender um idioma nessa fase precisa ser divertido, não um compromisso oficial. Dessa forma, será tanto uma experiência enriquecedora de ensino, quanto uma vivência única para a família.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest