Governo lança programa de pesquisa aplicada à saúde única

O objetivo é apoiar projetos de pesquisas que visem contribuir para resolução dos problemas prioritários da população no âmbito da saúde única.

A Fundação Araucária e a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) lançaram nesta terça-feira (7) o Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (Napi) da Saúde. Terá como primeira ação a Chamada do Programa de Pesquisa Aplicada à Saúde Única, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest). Um investimento de R$ 1 milhão.


O objetivo é apoiar projetos de pesquisas que visem contribuir para resolução dos problemas prioritários da população no âmbito da saúde única para o fortalecimento da gestão das políticas públicas ambientais, visando o desenvolvimento científico na área do meio ambiente do Estado.


“O Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação, com os nossos ativos, está a serviço da sociedade paranaense”, disse o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig. Segundo ele, esta parceria é mais uma ação que coloca estes pesquisadores como bem comum da população na busca por soluções para os problemas da sociedade.


O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, lembrou que boa parte das doenças e zoonoses que acontecem no mundo estão relacionadas ao estreito relacionamento entre o homem e o animal, não só domésticos, mas também silvestres e de criação. “Por isso, é fundamental que incentivemos que as soluções para os problemas venham das universidades”, afirmou.


Ao destacar as ações do Napi da Saúde, o superintendente Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, citou a Rede Paranaense de Pesquisa na Área de Genoma. “Estamos na fase final da organização da Rede que conta com a participação de pesquisadores das universidades do Paraná e São Paulo”, disse. “Tivemos a aprovação de quatro bolsas de doutorado pela Capes para a Rede e, com recursos do Fundo de Ciência e Tecnologia, a Seti vai financiar mais duas bolsas de doutorado. Uma importante contribuição nas pesquisas da Covid e de Câncer”, acrescentou.


NAPI - O Napi da Saúde tem como objetivo mobilizar e integrar os ativos do Estado, englobando as universidades estaduais, federais, privadas e institutos de ciência e tecnologia, no intuito de localizar estudos e pesquisadores renomados para atender aos desafios ligados à saúde.


A criação de Napis está prevista no Plano de Gestão 2019-2022 da Fundação Araucária visando essencialmente o fortalecimento dos ecossistemas de inovação de interesse do Estado.


“O Napi da Saúde vem como uma resposta de desenvolvimento das regiões do Estado trabalhando nas demandas da sociedade. Oficialmente o Programa de Saúde Única vem na sequência de outras chamadas em andamento como as de combate à pandemia da Covid 19 e a do PPSUS, em parceria com a Sesa que deve ser lançada ainda este ano”, explicou o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação, Luiz Márcio Spinosa


O PROGRAMA – O programa de Saúde Única vai fomentar projetos de pesquisa que promovam a formação e a melhoria da qualidade das políticas públicas ambientais no Paraná, no contexto dos objetivos do desenvolvimento sustentável, com os quais o Estado do Paraná é solidário, com o foco na pesquisa voltada ao meio ambiente e a saúde humana e animal.


As linhas temáticas da Chamada Pública foram elaboradas pela Sedest e envolvem diagnóstico de ações voltadas à gestão populacional de cães e gatos no Paraná; análise de risco de doenças para vida selvagem; manejo populacional de cães e gatos em ilhas; castrações química e pediátrica de animais; maus-tratos de animais e violência doméstica; medicina de abrigos e acumuladores.


A diretora-geral da Sedest, Fabiana Campos, ressaltou que esse é um projeto inovador no país e que só é possível tratar de um assunto dessa relevância agregando as universidades nas pesquisas.


Os projetos aprovados serão financiados com o recurso R$ 1 milhão, oriundos dos recursos próprios da Fundação Araucária e da Sedest. As propostas apresentadas serão financiadas até o limite de R$ 320 mil.


O prazo para envio das propostas é até o dia 12 de agosto e o resultado final será divulgado a partir do dia 1º de novembro. O link para apresentação dos projetos está no edital da Chamada Pública 13/2020 que está no site da Fundação Araucária www.fappr.pr.gov.br, em Programas, Programas Abertos.

20 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest