banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Exército vai auxiliar na sanitização dos ônibus da capital

Na manhã desta sexta-feira (3/7), o prefeito Rafael Greca assistiu a uma demonstração da ação de assepsia.

O Exército vai ajudar na sanitização dos ônibus da capital. Soldados da 5ª divisão vão fazer a higienização com quaternário de amônia em toda frota operante do transporte coletivo de Curitiba para combater a propagação da covid-19.


Na manhã desta sexta-feira (3/7), o prefeito Rafael Greca assistiu a uma demonstração da ação de assepsia no terminal do Pinheirinho, o maior da cidade.


“É o esforço da cidade para proteger vidas para que no intervalo entre os turnos possamos manter os ônibus completamente higienizados. A mão de obra nos está sendo doada pelo Exército e o trabalho custeado pela Prefeitura. Vamos ser mais fortes que as dificuldades”, disse Greca.


O prefeito estava acompanhado pelo general Carlos Penteado, da 5ª Divisão do Exército, e do coronel Raul Kleber de Souza Bueno.


Como vai funcionar

A sanitização deve começar até o fim da próxima semana e vai contar com seis esquadras, cada uma com quatro soldados e um oficial. No total, serão 30 membros do Exército fazendo a assepsia dos ônibus nos terminais.


O trabalho será acompanhado por fiscais da Urbanização de Curitiba (Urbs), dura cerca de três minutos em cada veículo e será realizado logo após o ônibus desembarcar todos os passageiros no terminal.


Os soldados usarão um atomizador costal para fazer a assepsia dentro dos ônibus e nos pontos de contato dos terminais. Toda a frota operante da capital, de cerca de 900 veículos, será higienizada. A ação deve durar cerca de 20 dias.


“A pandemia exige que, além da limpeza tradicional, que continua a ser realizada em todos os pontos do transporte coletivo, façamos essas operações de desinfecção de forma a minimizar o risco de contágio da população pelo novo coronavírus”, afirma o presidente da Urbanização de Curitiba ( Urbs), Ogeny Pedro Maia Neto.


Essa é a segunda parceria com o Exército no transporte coletivo para enfrentamento da pandemia. Soldados já atuaram com a fiscalização da Urbs para orientar a população sobre a necessidade de uso de máscaras, distanciamento de 1,5 metro nas filas e a importância de evitar aglomerações.


O trabalho de assepsia no transporte público tem sido uma das principais ações da Prefeitura de Curitiba durante a pandemia.


Já foram higienizados todas as estações-tubo e os 21 terminais da cidade, mais o terminal metropolitano do Guadalupe e a Rodoferroviária. A assepsia foi realizada com peróxido de hidrogênio, um produto conhecido pelo seu potencial desinfectante.


No momento, a Urbs segue com a assepsia dos pontos de ônibus metálicos da cidade. Ao todo serão sanitizados os 2.640 pontos da capital.

24 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest