banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Procurador diz que Queiroz não negou vazamento

Ex-funcionário de Flávio Bolsonaro depôs dentro da cadeia



O Ministério Público Federal (MPF) ouviu, na tarde de ontem, o ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz no Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio. Os procuradores buscam detalhes do suposto vazamento da Operação Furna da Onça para beneficiar Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. Segundo o promotor Eduardo Benones, que ouviu o ex-assessor, o depoimento de Queiroz não nega que houve vazamento na operação.


“O depoimento dele não inocentou ninguém, foi capaz de tirar ninguém da cena do crime, entendeu? Dá pra continuar investigando. Foi um bom depoimento”, disse o promotor. “A gente continua acreditando que a partir de hoje, mais do que nunca, que as investigações devem prosseguir”, acrescentou.


Os procuradores avaliaram que o depoimento reforça as suspeitas de vazamento, denunciado pelo empresário Paulo Marinho, que apoiou Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral para a Presidência da República. Queiroz está preso em Bangu desde 18 de junho. O depoimento de ontem foi o segundo de Queiroz desde que ele foi preso em Atibaia, interior de São Paulo, na casa de Frederick Wassef, ex-advogado de Flávio Bolsonaro.

27 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest