banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Presidente da Comissão de Turismo cobra auxílio emergencial para profissionais do turismo

O deputado apresentou um projeto de lei (297/2020), que autoriza o Executivo a auxiliar financeiramente os guias de turismo

O presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Soldado Fruet (PROS), fez um apelo na sessão remota desta segunda-feira (29) para que o Governo do Estado viabilize auxílio financeiro emergencial para os profissionais do turismo em decorrência da pandemia de Covid-19.


“Um assunto que tem demandado uma especial atenção de minha parte durante essa pandemia é a situação em que se encontram os guias de turismo, os motoristas de vans e ônibus de turismo e várias outras categorias de profissionais ligadas ao setor”, afirmou.


O deputado apresentou um projeto de lei (297/2020), que autoriza o Executivo a auxiliar financeiramente os guias de turismo com até um salário mínimo mensal até 30 dias após o fim do estado de calamidade pública. Pelo texto, os recursos seriam oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza. Segundo o parlamentar, “o governador poderia inclusive estender esse projeto para atender também outras categorias de profissionais”.


"O turismo responde por uma imensa parcela do PIB no Estado. Em Foz do Iguaçu, responde por quase a totalidade do ISS gerado, o que significa algumas dezenas de milhões de reais anuais”, enfatizou o deputado Soldado Fruet. Por isso, ele pediu atenção do líder do governo, deputado Hussein Bakri (PSD), e do secretário do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Marcio Nunes. “Se nossa ideia é boa e pode ajudar essas pessoas que tanto precisam, por que não fazermos isso? Não preciso, nem quero ser eu o pai da criança, o que preciso, o que quero, é ver esses profissionais sendo reconhecidos e atendidos nesse momento tão difícil”, afirmou.


O deputado do PROS disse que está disposto a transformar seu projeto em indicação ao Estado caso a iniciativa precise partir do Executivo. “Vamos unir nossas forças para ajudar não apenas esses profissionais, mas o próprio Estado, pois a pandemia vai passar e são esses profissionais que irão mover o turismo novamente”, argumentou.


Segundo o presidente da Comissão de Turismo, atender a todos esses profissionais durante três meses não custará nem R$ 10 milhões ao Estado. “Pode parecer muito, mas a Confederação Nacional dos Municípios destacou, no ano passado, que o turismo já responde por 8% da economia nacional. Os senhores fazem ideia de quantos bilhões isso significa? Todos os anos, aqui no nosso estado, bilhões de reais são gerados graças ao turismo. Agora é a hora de retribuir uma milésima parte disso para apoiar os responsáveis pela geração de tamanha riqueza”, defendeu o Soldado Fruet.

2 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest