Aula Paraná supera 90% da rede e é um dos melhores sistemas do País

A pesquisa do Instituto Datafolha publicada na última semana confirma o que os números do Business Intelligence (BI) da Secretaria de Estado da Educação já vinham mostrando: o Aula Paraná está chegando quase à totalidade dos alunos e professores da rede estadual, superando a marca dos 90%, bem acima das demais regiões do Brasil



Feita por regiões, a pesquisa Datafolha indica o Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) como a que possui maior participação dos alunos nas aulas não presenciais, com 94% dos estudantes acompanhando as aulas online. No Brasil, a média de participação dos estudantes é de 74,4%, segundo o instituto.


A publicação indica ainda os três métodos com maior participação dos estudantes no Brasil: TV aberta, videoaulas disponibilizadas pela internet e atividades pelo celular. Todos os três métodos são pilares utilizados no Aula Paraná, o que o torna uma das soluções de aulas não presenciais mais completas do país.


Segundo o Datafolha, na Região Sul 25% dos estudantes acompanham as aulas pela TV, 77% acompanham usando a internet pelo celular ou pelo computador e 46% acompanham videoaulas gravadas disponibilizadas pelo Estado.


“O Datafolha comprova que estamos no caminho certo”, disse Renato Feder, secretário estadual da Educação. “Desenvolvemos no Paraná uma plataforma capaz de atingir a todos, entregando uma das soluções mais completas do Brasil, com TV, aplicativos e internet gratuita, as ferramentas mais acessadas pelos alunos. Além disso ainda temos o Classroom e os materiais impressos para quem precisa”, acrescentou.


Feder explica que os bons números de acesso se devem justamente pelo Paraná ter optado por utilizar mais de uma ferramenta durante a pandemia.


Segundo ele, poucos dias depois do Aula Paraná entrar no ar já atingiu essa marca de mais de 90% dos estudantes. “Depois avançamos ainda mais e chegamos hoje praticamente no 100%. Isso porque não optamos por entregar apenas uma alternativa de aulas, mas sim diversas soluções que puderam ser adaptadas para cada realidade no Paraná”, completa o secretário.


Clique aqui e confira a pesquisa completa sobre as aulas não presenciais no Brasil durante a pandemia, realizada pelo Instituto Datafolha.


DADOS DO BI – No Paraná, o Governo do Estado conta com um sistema próprio de acompanhamento dos dados do Aula Paraná, que é o sistema de Business Intelligence, o BI.


Os dados apontados pelo sistema indicam uma participação ainda maior do que a do Datafolha. Pelo BI, 99% dos estudantes paranaenses estão tendo aulas não presenciais usando ao menos uma das cinco ferramentas desenvolvidas pelo Aula Paraná.


930 mil já baixaram o aplicativo desenvolvido pelo Paraná. Com este app, além de acompanhar as videoaulas, o estudante tem acesso ao chat para interagir durante a transmissão e as salas de aula virtual do Classroom, tudo gratuitamente por meio dos pacotes 3G e 4G gratuitos.


Já a solução de TV desenvolvida no Paraná conta com 3 canais digitais abertos com capacidade para atingir regiões com 10,5 milhões de pessoas. No Paraná, 97% da população tem acesso à TV segundo o Cetic.Br, centro de estudos da Unesco. No Youtube, o canal já passa das 23 milhões de visualizações e dos 300 mil inscritos.


Além das videoaulas os alunos da rede estadual no Paraná ainda contam com atividades nas salas virtuais do Classroom, onde também podem tirar dúvidas com seus professores. Para os estudantes sem acesso à TV ou à internet o Estado ainda disponibiliza materiais e atividades impressas entregues quinzenalmente aos estudantes.


Fonte: AEN

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest