Decotelli nega plágio e reafirma que seguirá ministro da Educação

Posse estava programada para ocorrer nesta terça-feira



O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, afirmou ontem que se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e que, no encontro, negou que tenha cometido plágio na dissertação do mestrado. Questionado se continuará no cargo, respondeu que sim.


Carlos Alberto Decotelli foi anunciado na semana passada e, desde então, surgiram três polêmicas: denúncia de plágio na dissertação de mestrado da Fundação Getúlio Vargas (FGV); declaração de um título de doutorado na Argentina, que não teria obtido; e pós-doutorado na Alemanha, não realizado.


“Ele [Bolsonaro] queria saber detalhes sobre a minha vida de 50 anos como professor em todas as entidades do Brasil”, afirmou. Segundo ele, Bolsonaro disse que o assunto do doutorado está “resolvido”.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

27 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale