Líderes negociam acordo para adiar eleições

Texto sobre o tema vai a votação nesta semana no plenário da Câmara dos Deputados



Líderes partidários se reuniram no sábado (27) e ontem na residência oficial da presidência da Câmara dos Deputados para tentar chegar a um acordo e garantir a votação, nesta semana, do texto que adia as eleições municipais. Pelo calendário eleitoral, o primeiro turno está marcado para 4 de outubro, e o segundo, para 25 de outubro. Porém, o pleito deve ser adiado por conta da pandemia do novo Coronavírus.


O plenário da Câmara está bem mais dividido do que o do Senado, que aprovou a PEC por ampla maioria na última terça-feira (23). Alguns partidos do bloco parlamentar conhecido como Centrão, por exemplo, vinham defendendo a manutenção das eleições em outubro. Assim como prefeitos e vereadores que querem a reeleição e temem ficar sem recursos em novembro por causa da pandemia e o impacto que os cofres vazios pode ter nas urnas.


Em coletiva no sábado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), criticou as pressões pela manutenção das eleições em outubro. “Nós vamos tentar construir as condições para votar a PEC. Eu só acho que é incoerente o prefeito estar dizendo que ainda tem crise e, ao mesmo tempo, uma boa parte desses prefeitos defendendo a manutenção da data de outubro”, afirmou Maia.

24 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest