Rações arrecadadas em "vaquinha" começam a ser distribuídas

Em pouco mais de um mês de coleta, foram levantados valores equivalentes a 500 quilogramas de ração.

A equipe da Rede de Proteção Animal entrega, na próxima sexta-feira (19/6) à tarde, uma nova remessa de alimentos pelo Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba. Os pacotes que serão entregues agora são oriundos de uma campanha de doação realizada via internet. O Banco ainda aceita doações.


“A pandemia do novo coronavírus também afeta a proteção animal e é ainda mais importante que possamos contar com a solidariedade das pessoas”, explicou o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo.


Em pouco mais de um mês de coleta, foram levantados valores equivalentes a 500 quilogramas de ração. Novas campanhas devem ser realizadas em breve. Quem tiver interesse em colaborar com o Banco individualmente, pode escrever para a Rede de Proteção pelo e-mail protecaoanimal@curitiba.pr.gov.br.


Drive-thru

Em razão da pandemia, a entrega dos pacotes de ração continua no esquema de drive-thru, no Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar), na CIC. Agendadas pela Rede previamente, as entregas acontecem com a janela de 15 minutos entre cada uma delas para evitar aglomeração.


Serão contemplados, nesta etapa, voluntários que abrigam temporariamente animais atendidos pela Unidade de Resgate Animal - Ambulância Veterinária. Cada lar temporário, 20 quilogramas por animal atendido.


O programa

Lançado no fim de setembro de 2019, o Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba já distribuiu mais de 88,3 toneladas de ração, o equivalente a quase 300 mil refeições para animais em risco, a maior parte vinda da parceria do Município com a empresa Special Dog, por meio do contrato de Patrocínio n° 02/2019 SMMA.


Dez ONGs e 117 protetores participam do programa, além de 33 cidadãos que se propuseram a disponibilizar lares transitórios para animais socorridos pela Unidade de Resgate Animal - Ambulância Veterinária. São beneficiadas também pessoas em situação de vulnerabilidade.


Instituído por lei de iniciativa do Executivo, com posterior regulamentação via decreto (Lei Municipal n° 15.449/2019 e Decreto Municipal n° 1.226/2019), o Banco pode receber rações de doações de estabelecimentos comerciais e industriais ligados ao segmento; de apreensões por órgãos competentes e de doações por órgãos públicos, pessoas físicas ou jurídicas de direito privado.


Interessados

Para que os protetores e ONGs possam receber o benefício é preciso que estejam com o cadastro renovado e validado junto à Rede de Proteção, o que pode ser feito pelo site protecaoanimal.curitiba.pr.gov.br.


A gestão, armazenamento, divisão e distribuição dos insumos fica por conta da Rede de Proteção Animal. O interesse deve ser manifestado pelo e-mail protecaoanimal@curitiba.pr.gov.br.


Pessoas reconhecidas pela manutenção de número excessivo de animais e famílias em condição de vulnerabilidade social e que têm animais também poderão receber rações conforme avaliação técnica do setor.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest