Justiça proíbe atos com aglomerações em Curitiba

Proibição vale até o próximo dia 22, sob pena de multa



O Poder Judiciário determinou a suspensão de manifestações que incentivem a aglomeração de pessoas na capital. A decisão liminar da juíza Gabriela Scabello Milazzo abrange o período de uma semana - das 12h desta segunda-feira (15/6) até as 12h do dia 22 de junho, sob pena de multa diária de R$ 10 mil aos organizadores.


A decisão da Justiça também estipula multa de R$ 1 mil para cada manifestante, comprovação que pode ser feita “inclusive por fotografia ou filmagens de pessoas ou placa de veículo”, conforme consta no documento obtido pela Prefeitura. De acordo com a juíza, os valores devem ser transferidos ao combate à covid-19 no município.


Outra proibição se refere à montagem de estruturas e acampamentos nas ruas, calçadas, praças e demais espaços públicos da capital, sem prévia autorização municipal, sob pena de multa diária no valor de R$ 10 mil. A decisão pode, ainda, ser prorrogada por um período maior, dependendo da análise da situação.

26 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest