Dívida em pedras preciosas motivou assassinatos em posto de Curitiba

Um dos suspeitos do crime foi preso em São José dos Pinhais



A Polícia Civil prendeu na madrugada desta sexta-feira um dos suspeitos de ter matado dois homens tarde de quinta-feira, em uma loja de conveniência de posto de combustíveis no Centro de Curitiba. O homem foi preso em casa em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.


O tiroteio ocorreu no posto que fica na Rua Brigadeiro Franco esquina com a Vicente Machado. As vítimas foram o advogado Igor Martinho Kalluf, de 40 anos, e Henrique Mendes Neto, de 38 anos.


Segundo o delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) Thiago Nóbrega, as imagens e documentos encontrados no local indicam que o crime foi um acerto de contas.


A delegada Tathiana Guzella, em entrevista ao jornal Meio Dia Paraná, da RPC, afirmou que o suspeito preso seria o mandante do crime. Ele teria uma dívida de cerca de R$ 480 mil com um ourives de São Paulo, que teria contrado Kalluf para cobrar essa dívida. A dívida seria referente a venda de pedras preciosas, no caso esmeraldas.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest