Nos dias de hoje, quem pode ser um influencer Digital?

A nova profissão que é ser um influenciador digital está levantando diversos questionamentos sobre quem realmente pode exercê-la e o que é preciso para tal.

Não tem uma lista de requisitos e não existe um perfil correto de como essa pessoa deve parecer fisicamente. As pessoas querem representatividade, seja com atitudes do cotidiano, dicas de produtos, hábitos de consumo e as mais diversas segmentações que existem dentro desse ramo.


É uma oportunidade de ser visto e influenciar multidões e qualquer um, que tenha muita garra e força de vontade pode fazer.

Mas apesar de qualquer um poder fazer, a maior dúvida é o que fazer na frente da câmera, sobre o que falar, como se expressar corretamente, quem será o público-alvo e qual o segmento de atuação.


Existem milhares de segmentos que podem ser representados pelos influenciadores e dentre eles os:


1 - Influencer celebridade: como o nome já diz, são celebridades, pessoas que têm diversos fãs por ter habilidades como canto, dança, atuação, moda etc. o seu poder de influência já é muito alto. Pode ter milhares de fãs pelo mundo, são pessoas admiradas e que sabem que vão ser modelo de representatividade em suas ações e principalmente nos produtos que utilizam, são os influencers mais caros e o que as empresas mais buscam para aumentar o branding (Gestão da marca).


2 - Influencer lifestyle: são as influencers que representam a vida que todos querem ter, seja com alimentação, aparência, trabalho etc. Como o nome já diz é um estilo de vida e faz o seguidor desejar viver dessa forma.


3 - Influencer tech: é aquela influencer que tem muita habilidade com softwares, redes sociais e computadores no geral que conseguem criar montagens, re-mixagens ou usar técnicas de marketing para influenciar outras pessoas no digital.


Quais influencers os empresários remuneram


Os empresários remuneram na maioria das vezes o influencer celebridade. Não raro o cachê desses influencers pode chegar a R$100.000,00 por 2 ou 3 postagens em suas redes sociais. Ou seja, a mensagem do produto vai chegar a milhões de pessoas vindo de alguém que elas já conhecem. Mas é possível ganhar dinheiro sendo um influ-lifestyle e influ-tech? O que os empresários tem percebido é que esse pessoal tem uma superenergia e pode colaborar para seus negócios. Mas como remunerá-los se a abrangência deles é pequena? O segredo é que esses influencers devem se especializar e focar em nichos de mercado.


A forma que muitos empresários remuneram esses influencers é baseada em performance. Como assim? Eles criam em seus sites ou domínios áreas ou cupons de forma que conseguem saber o tráfego que essas influencers geraram para seus sites. Toda vez que uma venda é concretizada, eles remuneram a influencer com uma bonificação. Interessante não?


Um importante passo para ser remunerado é entender a cabeça do empresário. Esse link é para quem ainda não é influencer digital e pode estar a procura de dicas iniciais. O e-book é "Como se tornar uma influencer digital" e o outro para os que já são influencers, mas querem começar a ganhar mais dinheiro com isso: "Como se tornar uma influencer cobiçada por grandes empresas". Mais em https://flip.net.br/

31 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest