Chuva alivia, mas não encerra emergência hídrica no Paraná

Área de estiagem mais severa reduziu



O mapa de chuvas do Paraná relativo a maio traz uma notícia animadora: a área de estiagem mais severa reduziu consideravelmente no mês passado, ficando concentrada na Região Metropolitana de Curitiba, Litoral e alguns pontos do Noroeste. De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), choveu dentro da média histórica ou acima dela em boa parte do Estado.


Em Toledo, por exemplo, a precipitação acumulada foi de 223 milímetros, para uma média histórica de 176 mm. Foz do Iguaçu registrou 131 mm, 3 mm acima da meta. Já em Francisco Beltrão choveu 241 mm (média de 180 mm) e em Pato Branco 158 mm (média de 160 mm). Porém, segundo o meteorologista Samuel Braun, do Simepar, as precipitações de maio não foram suficientes para reestabelecer a ordem por completo no Paraná. “A seca é muito grave, então o problema só será resolvido no longo prazo, com o acúmulo de chuvas”, destacou Braun.

21 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest