banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Curitiba deixa de arrecadar R$ 647 milhões em 2020

Secretário Puppi apresentou situação financeira na Câmara



Em prestação de contas realizada na Câmara Municipal de Curitiba (CMC), nesta quarta-feira (27), o secretário de Planejamento, Finanças e Orçamento, Vitor Puppi, confirmou que, em 2020, especialmente em função da pandemia do coronavírus e da consequente redução da atividade econômica, a cidade deve contar com R$ 647 milhões a menos para arcar com seus compromissos financeiros.


O secretário detalhou de onde virá a frustração de receita e deu como exemplo o ISS (Imposto Sobre Serviços), principal fonte de receita tributária da prefeitura e cuja arrecadação está diretamente ligada ao desempenho da economia, principalmente na atividade dos prestadores de serviço, como dentistas, academias e oficinas mecânicas, por exemplo. Segundo Vitor Puppi, o município estimava arrecadar R$ 1,3 bilhão em ISS, mas deve fechar o período com R$ 1,1 bilhão, uma perda de 18%, ou R$ 243 milhões.


Para se ter uma ideia do que o rombo de R$ 647 milhões causou nas contas da prefeitura, o gestor fez algumas comparações. “Equivale a 47% do que esperávamos arrecadar de ISS em 2020, ou 71% do IPTU”.

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest