banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Álcool em gel, qual escolher e como usar sem ressecar a pele

O ressecamento e a formação de uma dermatite compõem os efeitos negativos.

Álcool em gel faz parte da nossa rotina, por isso é importante entender quais as ações na pele do uso contínuo do produto. O ressecamento e a formação de uma dermatite compõem os efeitos negativos, porém é fácil se prevenir e se proteger. Esclareça as suas dúvidas e confira as dicas do Purepeople!


O álcool em gel já faz parte da nossa rotina. Porém que tal entender mais sobre o uso deste produto e o que pode vir a acarretar na pele? Em entrevista ao Purepeople, a dermatologista Juliana Piquet, do Rio de Janeiro, esclareceu alguns mitos e verdades para você se manter sempre limpa e saudável. "Ele deve ser usado quando não tem água e sabão. A lavagem das mãos com sabão ainda é mais eficaz que só o álcool gel", dispara a profissional.


MÃOS RESSECADAS? EVITE USAR ÁLCOOL EM GEL EM CASA


O uso contínuo de álcool em gel pode deixar as mãos ressecadas. Para minimizar este processo, vale limitar a aplicação do produto quando estiver na rua. "Indico que seja usado sempre que estiver fora de casa.. em casa, ainda é preferível optar pelo sabão e água. Mesmo assim, as mãos podem ressecar", explica.


VALE A PENA APLICAR UM HIDRATANTE APÓS O USO DO ÁLCOOL EM GEL?


O hidratante próprio para as mãos pode ser o seu aliado, por isso está liberado usar quantas vezes quiser mas sempre depois de higienizar as mãos com água e sabão. "Particularmente prefiro hidratante para as mãos à noite. Mas, com o excesso de higienização, pode incluir o hidratante em seguida", destaca.


ÁLCOOL EM GEL HIDRATANTE DIMINUI A EFICÁCIA DA HIGIENIZAÇÃO?


Existe um mito com relação ao álcool em gel com hidratante na fórmula. Algumas pessoas acreditam que esta mudança na fórmula pode diminuir a eficácia, porém a dermatologista garantiu não haver nenhuma comprovação. "O álcool com hidratante costuma deixar um efeito pegajoso, que não é o ideal. Portanto, indico usar um hidratante para as mãos após as lavagens, à noite antes de se deitar... e não o produto com hidratante", avisa.


REDOBRE OS CUIDADOS COM A PELE!


Tome cuidado para não fragilizar a pele com o uso de álcool em gel, principalmente quem possui alguma doença preexistente como o câncer de pele. "Cuidado sempre com o excesso, tanto do sabonete quanto do álcool. Se começar a fazer dermatite, pode aumentar a chance de ser uma porta de entrada para a penetração de um vírus. Temos visto um aumento de dermatite de contato, por alergia ou por irritação devido ao uso destes produtos", pede.


O USO DE ÁLCOOL EM GEL PODE AUMENTAR A SUDORESE NAS MÃOS?


Quem tem problema de sudorese nas mãos pode ficar tranquilo! Apesar do uso de álcool em gel ressecar a pele, não existe a possibilidade de causar um efeito rebote. "Quem sua muito nas mãos precisa se policiar mais, pois tende a passar mais as mãos nas roupas pra secar, por ex. Fora isso, não vejo muito problema", salienta.


Fonte: Purepeople

23 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest