Empresário envolvido em morte em supermercado é indiciado

Danir Garbossa vai responder por homicídio qualificado



O empresário Danir Garbossa foi indiciado nesta sexta-feira (8) pelos crimes de perturbação do trabalho, introdução ou propagação de doença contagiosa, homicídio qualificado, dano qualificado e lesão corporal. Há duas semanas, Garbossa se envolveu em uma briga com um segurança em um supermercado de Araucária porque se recusou a usar máscara de proteção contra o Coronavírus. Na briga, o segurança disparou; uma funcionária levou um tiro e morreu.


O inquérito foi concluído nesta sexta pelo delegado Tiago José Wladyka da delegacia de Araucária. O relatório, pedindo indiciamento do empresário, foi encaminhado ao Ministério Público.


A defesa de Garbossa diz que o empresário está à disposição das autoridades e que ele vai responder pelo que fez na medida da sua culpabilidade. A defesa pede que o segurança Wilhan Pinheiro Barbosa seja incluído no inquérito, alegando tentativa de homicídio contra Garbossa.


A ocorrência foi em 27 de abril, em um supermercado Condor em Araucária. Danir Garbossa, 58 anos, tentou entrar sem a máscara de proteção e se recusou a colocar. O supermercado divulgou as imagens da ocorrência. Nos vídeos, é possível ver que o cliente que tentou entrar sem máscara na loja, agrediu um funcionário e brigou com o segurança antes que a arma disparasse. Segundo informações do estabelecimento, o cliente tentou pegar a arma do segurança. Um tiro atingiu uma funcionária da loja, que morreu no local.

27 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest