Greca descarta lockdown, mas defende isolamento

Prefeito afirma que fechamento total ainda não está nos planos



O prefeito Rafael Greca (DEM) descartou a adoção de um “lockdown”, mas defendeu as medidas de isolamento social. “Eu compartilho a angústia do presidente da República com a possiblidade de colapso econômico da sociedade brasileira. Mas eu lembro que os empregos só serão necessários se a gente estiver vivo. A vida vem antes do emprego. É muito importante haver medidas de contenção social agora”, afirmou Greca em entrevista à CNN.


“Eu não trabalhei com lockdown em nenhum momento. Eu trabalhei com isolamento social com responsabilidade. 80% da população me obedeceu. Agora estão meio cansados. Ontem 20 mil idosos andaram de ônibus. Fiquei furioso com eles. Esse vírus mata. Fiquem em casa”, pediu o prefeito, em entrevista ao lado do prefeito de Belém (PA), Zenaldo Coutinho (PSDB), que decretou lockdown na cidade.


“Nós somos muito solidários com vocês pelo grande sofrimento que temos acompanhados pela televisão”, disse Greca, que ofereceu ao colega a experiência do Serviço de Inteligência em Saúde - com o Robô Laura e Teleconsultas - via Whatsapp para ajudar a cidade paranaense.

Últimas Notícias