banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

FAS amplia unidades com atendimento 24 horas para população em situação de rua

A Fundação de Ação Social (FAS) ampliou o número de unidades com atendimento 24 horas para a população em situação de rua.

A medida foi garantida com a transferência temporária dos serviços dos Centros de Referência Especializados para a População em Situação de Rua (Centros Pop) para as casas de passagem.


O reordenamento tem o objetivo de aumentar o atendimento a esse público - considerado prioritário neste momento de pandemia do novo coronavírus - e reduzir os riscos de contaminação, segundo o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel.


Antes da mudança, que ocorreu em cinco dos seis Centros Pop existentes na cidade, essas unidades funcionavam das 8h às 17h, com oferta de serviços de banho, alimentação, descanso e acesso à documentação.


Já as casas de passagem ofereciam atendimento das 19h às 7h, com serviços de banho, jantar, pernoite e café da manhã. Apenas o Centro Pop Boqueirão permaneceu no mesmo local e se tornou uma unidade 24 horas, até que o risco de contaminação do novo coronavírus acabe.


“Com o reordenamento, conseguimos manter os usuários no espaço, onde eles têm acesso a todos os cuidados necessários e importantes neste momento de pandemia”, explica Vilaruel.


Orientação da Saúde

O presidente destaca que todas as unidades foram organizadas seguindo orientação da Saúde, que recomenda que sejam evitadas aglomerações e circulação de pessoas.


Em função do distanciamento necessário entre as pessoas, o reordenamento manteve o número de vagas de acolhimento ofertadas à população em situação de rua que, atualmente, é de 1.800.


Proteção integral

Com a mudança, a Casa de Passagem Plínio Tourinho passou a funcionar 24 horas, atendendo durante o dia os usuários do Centro Pop Matriz. O mesmo acontece na Casa de Passagem Jardim Botânico, que abre as portas para as pessoas que procuram o Centro Pop Plínio Tourinho.


A FAS criou ainda a Unidade de Acolhimento Institucional Rebouças, que passou a ser moradia temporária para pessoas que antes eram atendidas apenas durante o dia ou à noite no Centro Pop Rebouças e na Casa de Passagem Rebouças.


O mesmo modelo foi implantado com a criação da UAI Bairro Novo, resultado da junção da Casa de Passagem Bairro Novo e do centro pop de mesmo nome. A Casa de Passagem para Mulheres também passou a funcionar ininterruptamente.


Regional Boqueirão

Por estar instalado em um imóvel amplo, o Centro Pop Boqueirão não precisou mudar de endereço para se transformar em uma unidade 24 horas. Em funcionamento desde 2013, o serviço atende 70 usuários, em média por dia, e passou a oferecer acolhimento.


Na unidade há espaço para 44 pessoas dormirem, serviço que é ofertado sete dias na semana. Atualmente, aproximadamente 30 pessoas estão pernoitando no local.


Para que o Centro Pop se transformasse em uma unidade 24 horas, a FAS transferiu a UAI Boqueirão, que funcionava na mesma área, para outro endereço. A unidade oferece 24 vagas para homens em situação de rua.


Na Regional Boqueirão há ainda a República Pioneiros, que funciona como moradia compartilhada para homens de 18 a 59 anos e que estão em processo de saída das ruas.

29 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest