banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Moro abre mão de sigilo e quer divulgar depoimento completo

EX-ministro quer evitar que trechos sejam tirados do contexto



A defesa de Sergio Moro apresentou nesta segunda-feira uma petição ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello em que informa que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública abre mão do sigilo de todos os atos tomados no curso do inquérito sobre as acusações que seu cliente fez ao presidente Jair Bolsonaro de interferência na Polícia Federal, inclusive depoimento que prestou no sábado.


"Por fim, considerando que a imprensa, no exercício do seu legítimo e democrático papel de informar a sociedade, vem divulgando trechos isolados do depoimento prestado pelo requerente em data de 2 de maio de 2020, esta Defesa, com intuito de evitar interpretações dissociadas de todo o contexto das declarações e garantindo o direito constitucional de informação integral dos fatos relevantes --todos eles de interesse público-- objeto do presente inquérito, não se opõe à publicidade dos atos praticados nestes autos, inclusive no tocante ao teor integral do depoimento prestado pelo Requerente", disse.


A petição é assinada pelo advogado Rodrigo Sanchez Rios e outros quatro defensores. Cabe ao ministro do Supremo decidir sobre o fim do sigilo dos atos relacionados ao inquérito.


No sábado, Moro prestou depoimento em Curitiba sobre o inquérito e, entre outras declarações, citou que ministros do governo presenciaram tentativas de Bolsonaro de pressioná-lo para trocar o comando da PF.

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest