Bolsonaro grita “cala a boca” para repórteres

Presidente negou que tentou interferir na Polícia Federal



O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar com jornalistas nesta terça-feira (5), como de costume, cercado por apoiadores. Como de hábito, o presidente atacou a imprensa, impediu perguntas dos jornalistas, e confirmou que o superintendente da Polícia Federal no Rio, Carlos Henrique Oliveira, está deixando o cargo. Bolsonaro alegou que ele está sendo promovido a diretor-executivo da PF.


Bolsonaro deu a declaração na saída do Palácio da Alvorada, ao negar que tenta interferir na Polícia Federal, conforme acusação feita pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro ao pedir demissão.


Ao sair da superintendência e assumir a diretoria-executiva da PF, Oliveira deixaria a linha de frente das investigações. O diretor-executivo cuida de questões administrativas da PF e de áreas como: imigração, estrangeiros, registro de armas, controle de produção de substâncias químicas, portos e aeroportos.


Um inquérito foi aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar as acusações feitas por Moro. Bolsonaro nega interferência na PF.


Segundo Bolsonaro, Oliveira foi convidado por Rolando de Souza a assumir o cargo considerado o segundo mais importante da Polícia Federal.


Souza foi nomeado e empossado diretor-geral da PF nesta segunda-feira (4). Ele assumiu o cargo após o ministro Alexandre de Moraes, do STF, suspender a nomeação de Alexandre Ramagem, amigo dos filhos do presidente e atual chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

18 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest