Governo garante 108 novos leitos para o Hospital Universitário de Maringá

Os 20 novos leitos de UTI já estão totalmente aptos para uso.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmou nesta sexta-feira (24) a contratação de 108 novos leitos para o Hospital Universitário de Maringá. O investimento é de R$ 15,3 milhões, sendo R$ 7,8 milhões para custeio para os próximos seis meses e R$ 7,5 milhões em equipamentos, mobília e insumos médicos.


O espaço utilizado para tratamento exclusivo de pacientes da Covid-19 durante a pandemia será a ala da clínica para adultos do HU, que foi erguida para ampliar o atendimento cirúrgico. O projeto original foi finalizado no final de 2018 e contou com recursos de R$ 18 milhões do Governo do Estado. Com os 108 novos leitos, a capacidade do hospital vai praticamente dobrar.


O governador destacou que a contratação tem caráter emergencial para atender pessoas infectadas pelo novo coronavírus, mas que a estrutura e os equipamentos ficarão de maneira definitiva no hospital, atendendo uma demanda de todos os municípios do Noroeste, onde residem cerca de 2 milhões de pessoas.


Ratinho Junior também disse que os novos leitos atendem a estratégia do governo estadual de ampliar o atendimento regionalizado e personalizado para pacientes da Covid-19 nesse primeiro momento, e cuidados específicos e perto da casa das pessoas no pós-pandemia.


“Desde o início dessa crise de saúde pública fizemos um planejamento de contratações para montar uma grande rede. Esse desenho das novas UTIs tem nos dado uma visão da necessidade de cada região. Agora estamos estruturando esses espaços”, afirmou Ratinho Junior. “Não estamos apenas querendo atender as pessoas, mas atender bem e com qualidade, salvando o máximo de vidas para quem precisar de tratamento em estágio mais avançado da doença”.


Ele também destacou que a nova ala do Hospital Universitário de Maringá não tem caráter de hospital de campanha e que nos próximos dias serão contratados servidores por chamamento público para começar a dar vida a esse novo espaço da unidade.


Ratinho Junior explicou que a ideia é que esse processo seja feito de maneira escalonada, conforme o avanço do número de casos. “São investimentos que vão ficar como ativos para Maringá, para a UEM e para todos os municípios da região. Num segundo momento vamos sentar com os diretores de todos os HUs do para fazer um planejamento orçamentário de contratações definitivas”, acrescentou.


Os 20 novos leitos de UTI já estão totalmente aptos para uso. Parte dos monitores, ventiladores e respiradores foi repassada pelo governo federal e parte pela Secretaria da Saúde. “Viemos fazer a autorização de recursos para que essas licitações e as atas de registro de preço possam ser cumpridas para adquirir ainda mais equipamentos. É um hospital que une assistência e academia. Vamos atender com carinho e respeito pacientes que pegarem do coronavírus”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.


Ele também citou um reforço de leitos de UTI no Noroeste e em regiões próximas, como a ampliação da estrutura do Hospital Municipal de Maringá e do Hospital Metropolitano de Sarandi, além de novos leitos em Paranavaí, Goioerê, Colorado, Campo Mourão, Laranjeiras do Sul, Umuarama, Apucarana, Cianorte, Jacarezinho, Arapongas e Assis Chateaubriand.


Beto Preto disse que todo o Estado está sendo atendido. “Já ampliamos mais de 500 leitos com a estratégia nas estruturas existentes e esse esforço com os hospitais universitários da rede estadual e os três hospitais regionais de Guarapuava, Ivaiporã e Telêmaco Borba será fundamental no combate da Covid-19”, complementou.

27 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest