Empresa de Curitiba oferece certificação em conformidade com MEC para técnicos em enfermagem

A Lei nº 9394/96 que autoriza o certificado por competência ainda é muito recente e, por seu desconhecimento, muitas pessoas ainda ficam preocupadas com fraude.

Com a titularidade, os assistentes de enfermagem poderão ser promovidos e localizados para contratação no cadastro geral criado pelo Ministério da Saúde para o período de pandemia da Covid-19


O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, publicou no Diário Oficial da União a portaria nº 639 que dispõe sobre as regras do plano emergencial “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde”. A proposta do Executivo é aumentar o número de profissionais da saúde no Brasil que possam trabalhar no enfrentamento da Covid-19. Para apoiar a medida, o Grupo IETAAM em Curitiba reduziu o prazo para a obtenção da certificação por competência para profissionais que têm experiência como técnico em enfermagem, mas não têm a titulação. O processo que leva de um a três meses recebeu uma atenção diferenciada para este momento de crise e os pedidos para validação da experiência na área de técnico em enfermagem estão sendo avaliados em até 15 dias.


A certificação por competência não está vinculada à oferta de curso; o que o Grupo IETAAM oferece é uma aferição para profissionais com mais de 18 anos, com o mínimo de dois anos de experiência na área e ensino médio completo. O processo é 100% online e reconhecido pelo Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec) do Ministério da Educação (MEC) e Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).


Com a titularidade, os profissionais poderão ser localizados para contratação no cadastro geral de profissionais da área de saúde, criado pelo Ministério da Saúde, de caráter instrumental e consultivo para auxiliar gestores municipais, estaduais, federais, do Sistema Único de Saúde (SUS) ou particulares no plano de combate à Covid-19.



“A Lei nº 9394/96 que autoriza o certificado por competência ainda é muito recente e, por seu desconhecimento, muitas pessoas ainda ficam preocupadas com fraude. Há uma dificuldade em entender que o que nós oferecemos é uma ferramenta que muda a vida do trabalhador, de suas famílias e também a nossa, como empresários que temos o propósito fiel de fazer essas pessoas avançarem”, avalia Bruno Souza de Oliveira, sócio do escritório IETAAM da regional sul, em Curitiba.


O escritório tem atendido uma média de 10 pessoas por dia. “Nós oferecemos um reconhecimento ao esforço e a dedicação dessas pessoas que já atuavam como auxiliar de enfermagem, por gostar da atividade, mesmo sem a titularidade de técnico. E isso significa muito mais do que um certificado: é uma possibilidade de abrir portas para novas vagas de emprego, salários melhores e uma aposentadoria diferenciada”, acredita Juliane Cris Galvão, sócia do escritório IETAAM da regional sul, em Curitiba.


Os interessados são orientados a encaminhar a documentação comprobatória de experiência. Com a análise de que a pessoa está apta a participar do processo, há uma segunda etapa, com uma prova online. Somente se for aprovado o candidato pagará pela taxa do processo e seu nome será cadastrado no site do MEC/Sistec, onde estão os registros de todos os profissionais técnicos. Com o certificado online, o novo técnico pode dar entrada em seu conselho de classe e pode participar de concursos públicos. Em poucos dias ele também recebe um certificado em sua casa.


No site tecnicoporcompetencia.com.br há mais informações sobre o processo.

Publicidade

Últimas Notícias

8 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale