App da Caixa para auxílio emergencial enfrenta problemas

Banco estende horário de funcionamento das agências



O aplicativo da Caixa Econômica Federal, o Caixa Tem, criado para viabilizar o acesso dos brasileiros ao auxílio emergencial por causa da crise de coronavírus tem gerado queixas de usuários. As reclamações incluem dificuldade de uso, movimentação e consulta do saldo. Nas redes sociais, a #caixatemnaofunciona ganha destaque e um maior número de posts desde a terça-feira, 21.


A Caixa registrou 44,5 milhões de cadastros para pagamento do auxílio emergencial do governo no valor de R$ 600,00 por conta da crise do novo coronavírus (covid-19) até às 18 horas desta terça-feira, dia 21. O banco já liberou R$ 16,3 bilhões que foram creditados a 24,2 milhões de pessoas.


O APP 'Caixa Tem' soma 27,6 milhões de downloads. O aplicativo foi criado para que os usuários pudessem fazer a movimentação das contas poupança social digital, onde estão sendo depositados os recursos referentes ao auxílio emergencial. Questionada sobre as queixas dos usuários quanto a problemas no app, a Caixa ainda não se manifestou sobre o assunto.


No Twitter, posts sugerem às pessoas irem até uma agência da Caixa reclamar do aplicativo. O problema é que isso é exatamente o que se pede para evitar durante a pandemia por conta do risco de aglomerações.


A Caixa informou que vai estender em duas horas o atendimento de 1.102 agências a partir desta quarta-feira, dia 22. Assim, essas unidades vão estar abertas ao público das 8 horas às 14 horas apenas para o atendimento de serviços essenciais à população. Na terça, feriado de Tiradentes no Brasil, o banco já abriu algumas agências para fazer esse atendimento.

Últimas Notícias