Produção agrícola deve evitar queda maior no PIB brasileiro

O campo deve produzir 250 milhões de toneladas de produtos



A produção agrícola deve garantir um alento para a economia brasileira em 2020 e evitar uma queda ainda maior do produto interno bruto por causa da pandemia do novo coronavírus. O campo deve produzir 250 milhões de toneladas.


O milho plantado pelo agricultor Luiz Carlos Nardi, em Mato Grosso, só vai começar a ser colhido em maio. Mesmo assim, mais da metade da produção já foi vendida. “Eu tenho em torno de 60% já comercializado dessa safra que eu vou colher. Já tem alguma coisa comprometida para 2021 em termos de troca de produto. Eu entrego milhos, para receber fertilizante, para plantar a próxima safra”, contou.


A venda antecipada deu segurança ao setor, que projeta altas para 2020 mesmo com a pandemia do novo coronavírus. Segundo o último levantamento da Conab, a Companhia Nacional de Abastecimento, a produção de milho deve subir, chegando a quase 102 milhões de toneladas.


O volume de soja deve ficar praticamente estável, com 122 milhões de toneladas. Já a expectativa para o algodão é de produção recorde, estimada em 2,88 milhões toneladas da pluma. A previsão da Conab é que o Brasil exporte 113 milhões toneladas de grãos em 2020.

Últimas Notícias