banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Prefeitura proíbe serviço self-service em restaurantes

Estabelecimentos deverão funcionar com “prato feito”



O sistema de alimentação por self-service será proibido em Curitiba a partir desta sexta-feira (17/4). A suspensão dessa atividade em restaurantes, bares, lanchonetes, padarias e similares está entre as medidas adicionais do regulamento da Prefeitura para controle da pandemia do novo coronavírus na cidade.


A proibição temporária do sistema self-service foi adotada porque os consumidores podem expelir gotículas em louças, talheres e alimentos apresentados nos bufês, facilitando a contaminação, e também para evitar aglomeração de pessoas.


“O problema é que nesses ambientes as pessoas precisam ficar muito perto dos alimentos e também compartilham os utensílios para se servirem", afirma a coordenadora de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Francielle Narloch.


Os estabelecimentos poderão servir pratos à la carte, por delivery ou com entregas nos balcões. Nestes casos, os restaurantes e similares deverão seguir as regras gerais contidas no regulamento, como controle de fluxo de pessoas, fornecimento de álcool em gel, local para higiene das mãos, uso de máscaras e outras medidas que evitem a circulação do novo coronavírus.


Os cinco Restaurantes Populares da Prefeitura já funcionam no sistema de prato feito: Matriz, Capanema, Pinheirinho, Sítio Cercado e CIC. Juntos, que servem 4.700 refeições por dia.

24 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest