banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Mais 74 macacos morrem de febre amarela

No total foram 228 casos nos últimos doze meses no Estado



A Secretaria da Saúde do Paraná registra mais 74 novas mortes de macacos (epizootias) por contaminação pelo vírus da febre amarela. A informação consta no boletim quinzenal de monitoramento da doença no Estado, divulgado ontem. O número acumulado de epizootias no período epidemiológico, que começou em julho do ano passado, é de 228 casos confirmados, o que indica a circulação viral no Paraná.


O boletim anterior apontou 154 confirmações. O secretário da Saúde, Beto Preto, explica que os macacos não são transmissores do vírus da febre amarela, mas morrem vítimas da doença. “Como este vírus está circulando na forma silvestre, os animais são os primeiros a serem atingidos e acabam funcionando como sentinelas para os humanos. Onde encontramos macacos mortos existe o vírus”, explica o secretário. “Diante desta confirmação, o principal alerta é para que a população tome a vacina que protege contra a febre amarela”, concluiu.

5 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest