banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Startup desenvolve sistema de web-saúde que pode ser implantado com subsídio por municípios interess

TiFlux, associada da ABII, oferece produto em condições subsidiadas para cidades interessadas: objetivo é orientar a população em casa e ajudar na prevenção do coronavírus

Um sistema simples e eficiente que pode ser replicado em qualquer município brasileiro com um custo baixo. Assim é o Web-Saúde Joinville, em funcionamento na cidade desde 30 de março. O sistema foi desenvolvido pela TiFlux, startup que faz parte da Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), com o objetivo de orientar a população em casa por meio de aplicativo de mensagem, com informações corretas e confiáveis de profissionais de saúde, como forma de prevenção da epidemia do coronavírus.


Além de orientações sobre problemas de saúde, o sistema também oferece um serviço de apoio psicológico para profissionais que estão na linha de frente de combate ao Covid-19. Quase mil pessoas usaram o serviço a cada dia na primeira semana, mostrando que a população aderiu rapidamente a iniciativa. As pessoas atendidas pelo aplicativo deixam de sair de casa e procurar um hospital ou unidade de saúde que pode estar lotado, evitando assim até uma possível contaminação, e ainda geram dados e estatísticas importantes para o sistema de saúde.


"A solução foi pensada para ser realmente simples. Por meio de um único número a população consegue acessar o sistema via WhatsApp", explica Marcio Jacson, CEO da TiFlux. Segundo ele, o sistema uma primeira triagem a partir de perguntas básicas e a mensagem consegue ser transferida internamente para um profissional que de fato pode ajudar aquele cidadão ou ele vai receber a orientação de onde deve ir para ter o suporte adequado.


Conforme dados da Secretaria de Saúde de Joinville os atendimentos realizados pelo sistema Saúde-Web (que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h) representam uma redução de 16% do contingente diário de pessoas que antes eram atendidas presencialmente nas unidades.


"Agora,as pessoas tiram dúvidas de casa, graças a tecnologia. Esperamos que as soluções criadas nesse momento de crise possam deixar um legado de aprendizado para nossa rede de saúde. Essa parceria foi fundamental para a Secretaria reorganizar o fluxo de atendimento da rede, em virtude do coronavírus. As ferramentas que sustentam o Web-Saúde proporcionaram um atendimento direto aos usuários, com todo um suporte de apoio de médicos e especialistas voluntários e da equipe da saúde", ressalta Jean Rodrigues da Silva, secretário da Saúde de Joinville.


Na opinião do CEO da TiFlux replicar o modelo em outros municípios é uma alternativa muito viável. "Podemos dar todos os subsídios como fizemos em Joinville e associações empresarias, por exemplo, podem ajudar com alguns custos e depois podem doar o sistema para as Prefeituras. Isso agiliza tudo", sugere. Os municípios que tiverem interesse podem entrar em contato pelo e-mail tiflux@tiflux.com ou pelo telefone (48) 4042-3007, com Marcio Jacson ou Ademir Junior.


Implantação da solução em Joinville teve apoio do ecossistema de inovação


Conforme o CEO da TiFlux, na hora de escolher a solução não poderia ser outro aplicativo que não o WhatsApp, o qual as pessoas estão habituadas ao uso. "Conseguimos adaptar a ferramenta para a saúde rapidamente. Em menos de uma semana e cinco profissionais da startup ficaram dedicados ao desenvolvimento, colocamos o Web-Saúde para funcionar. Hoje, um profissional nosso esta dedicado a geração de dados e um gestor de projeto continua envolvido porque será preciso desenvolver algumas funcionalidades e melhorar a capacidade do sistema nas próximas semanas", conta Marcio Jacson.


Para que o município pudesse utilizar o sistema de atendimento rapidamente, empresas da cidade viabilizaram o custo do produto e o Join.Valle fez oficialmente a doação para a Secretaria de Saúde. "Assim pulamos várias etapas burocráticas e o sistema começou operar rápido", explica Marcio. A TiFlux subsidiou parte da licença e fez a doação do trabalho de desenvolvimento; e Perini Business Park, ContaAzul, Asaas e o escritório de advocacia Silva, Santana & Teston ajudaram a viabilizar outros custos.

Ação da ABII quer ajudar no combate ao coronavírus


Integrando uma ação que busca conectar problemas, desafios e necessidades relacionados ao Covid-19 a solucionadores, a ABII está apoiando a TiFlux na divulgação deste novo sistema de saúde. Uma segunda frente de trabalho da entidade, a wearable, cuja ideia foi concebida pelas empresas TERMICA e HEDRO, vai explorar a viabilidade do monitoramento contínuo da temperatura de profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate a pandemia nos hospitais, por meio de um sensor vestível, já utilizado na indústria. Esta frente está sendo apoiada por outras associadas, como I3C e Erzinger.


E a terceira frente, do check in digital, tem como ponto de partida uma proposta da startup QExpert, que está no Parque Tecnológico da PUCPR, e trata da medição de calor de cada profissional que chega ao seu ambiente de trabalho, alertando para o sintoma da doença, e ao mesmo tempo gerando dados. Outras empresas associadas da ABII darão suporte no decorrer do projeto em áreas específicas.


Quem ainda tiver ideias e quiser participar pode preencher o formulário neste link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScUj-gNq9ajUg1IXt7mME-fL4BMTB-L0Ow3pUKKPMNLYO9PNQ/viewform.


Sobre a ABII

A Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), fundada em agosto de 2016, atua com o objetivo de promover o crescimento e o fortalecimento da internet industrial e indústria 4.0 no Brasil. Fomenta o debate entre setores privado, público e acadêmico, a colaboração e o intercâmbio tecnológico e de negócios com associações, empresas e instituições internacionais, a partir do desenvolvimento de tecnologias e inovação. A entidade tem 46 empresas associadas. A ABII é signatária do Acordo de Cooperação com o IIC (Industrial Internet Consortium), consórcio criado em 2014, nos Estados Unidos, com o mesmo fim, pela IBM, GE e Intel. Buscando inserir o Brasil nesta revolução, Pollux, FIESC/CIESC e Embraco uniram-se para fundar a ABII.

https://www.abii.com.br/

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest