banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Estado sofre com a estiagem mais severa dos últimos anos

A diminuição no volume de chuvas foi de 47,2%



O Paraná vive a pior estiagem desde que o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a monitorar as condições do tempo, em 1997. A baixa precipitação já dura dez meses. Levantamento do órgão apontou que nove das maiores cidades paranaenses tiveram chuvas bem abaixo da média histórica entre junho de 2019 e março de 2020.


Houve redução média na precipitação de 33% no conjunto de municípios formado por Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Maringá, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel, Guaratuba e Umuarama. Guarapuava é a cidade que mais sofre com a seca. A diminuição no volume de chuvas foi de 47,2% – 809 milímetros contra uma média histórica de 1.533 mm para o período. Porém, no volume total, Curitiba teve menos chuva entre os municípios pesquisados, com 725 mm (redução de 43,1%), já que a média histórica apontava para 1.274 mm.

29 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest