Deputados confirmam auxílio de R$ 50

Proposta para aumentar para R$ 150 foi rejeitada



A Assembleia Legislativa aprovou, ontem, em segunda discussão, projeto do governo que prevê o pagamento de um auxílio emergencial de R$ 50 durante três meses (prorrogáveis) para os paranaenses mais vulneráveis. Por 40 votos a 11, os deputados rejeitaram emenda da bancada de oposição que previa o aumento do valor do auxílio para R$ 150 mensais.


Segundo o governo, 1 milhão de famílias devem ser beneficiadas, com custo de R$ 50 milhões ao mês para o Estado. A concessão destina-se exclusivamente para a compra de produtos alimentícios que compõem a cesta básica, e é uma medida que complementa o auxílio proposto pelo governo federal. Poderão receber o auxílio paranaenses que cumprem cumulativamente os seguintes requisitos: maiores de 18 anos; sem emprego formal; com renda familiar mensal per capita não superior a meio salário mínimo ou renda familiar mensal total que não exceda três salários mínimos; e que não são titulares de benefício previdenciário, seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal ou estadual, ressalvados os beneficiários do programa Bolsa-Família.

Últimas Notícias