Queda do número de passageiros se mantém em abril

Apesar do aumento de pessoas circulando nas ruas nos últimos dias, o sistema de transporte não registrou crescimento no número de passageiros

Crédito: Ricardo Marajó

A queda no movimento de passageiros se manteve no sistema de transporte de Curitiba nos primeiros dias de abril. A redução da circulação de pessoas por conta da pandemia do novo coronavírus provocou uma queda média de 75% a 80% na rede de transporte desde a segunda semana de março.


Apesar do aumento de pessoas circulando nas ruas nos últimos dias, foram registrados 164.842 passageiros no sistema na última quinta-feira (2/4), contra 756.167 passageiros em 10 de março, o que representa uma queda de 78%.


Em função da redução na demanda, a Urbs (Urbanização de Curitiba S.A) adotou, desde 25/3, os horários da tabela de sábado nos dias úteis e de domingo nos fins de semana. Mesmo com ajustes nas tabelas, a capacidade do sistema ainda é seis vezes maior que a demanda atual. A Urbs vem acompanhando diariamente o fluxo de passageiros na rede de transporte de Curitiba e está preparada para fazer ajustes, se necessário.


“Acompanhamos de perto os números e verificamos que a queda se mantém na média verificada em março”, diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.


Como medida preventiva a qualquer mudança de cenário, a Urbs vai manter uma frota reserva de prontidão, capacitada a entrar rapidamente em funcionamento caso seja detectado movimento atípico em alguma linha.


“O monitoramento é permanente”, diz Maia Neto. “O transporte público é essencial para as pessoas que continuam trabalhando, a maioria delas em serviços também essenciais, como os profissionais de saúde, segurança e do varejo, como em supermercados e farmácias”, ressaltou.


O sistema de transporte de Curitiba é composto por cerca de 1.250 ônibus e conta atualmente com 254 linhas urbanas.


Prevenção A Urbs tomou uma série de medidas para prevenção da Covid-19 nos ônibus da capital. Foram colocados cartazes nos ônibus, em terminais e pontos de venda de créditos com orientações sobre como prevenir a pandemia do coronavírus. São orientações, por exemplo, sobre sempre deixar as janelas abertas, higienizar as mãos com álcool em gel logo após sair do ônibus, evitar tocar na boca, olhos e nariz enquanto estiver nos ônibus e praticar a etiqueta respiratória – se tiver que tossir ou espirrar, que o faça sobre um lenço de papel ou sobre o antebraço.


Áudios nos biarticulados e mensagens nas estações-tubo também alertam sobre a propagação do vírus. Foram reforçadas as limpezas normais nos terminais e pontos de ônibus e nas garagens. Além disso, assepsia especial com peróxido de hidrogênio foi feita nos 22 terminais e na Rodoferroviária.


Na semana passada começou o processo nos pontos de ônibus e estações-tubo. Até a última sexta-feira (3/4) foram 149 tubos higienizados, localizados nas regiões Leste, Oeste, Sul, Boqueirão e no Centro. Também foi feita a operação de desinfecção em 127 pontos de parada nos bairros da Regional Cajuru e Boqueirão.


Fonte: Prefeitura de Curitiba.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

24 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale